Exame logo 55 anos
Remy Sharp
Acompanhe:

Cybertruck chega às ruas; saiba preço e autonomia do carro futurista da Tesla

Após quatro anos de espera, a Tesla entrega as primeiras unidades do Cybertruck, revelando atualizações significativas e desafiando o mercado de picapes

Modo escuro

Continua após a publicidade
Cybertruck da Tesla: veículo de aparência futurista e corpo de aço inoxidável angular, foi anunciado pela primeira vez em 2019 (Nic Coury/Getty Images)

Cybertruck da Tesla: veículo de aparência futurista e corpo de aço inoxidável angular, foi anunciado pela primeira vez em 2019 (Nic Coury/Getty Images)

Quatro anos após ser apresentado ao mundo, o Tesla Cybertruck alcançou um marco importante: a entrega de suas primeiras unidades. O evento aconteceu na sede da empresa em Austin, Texas,  na quinta-feira, 1, onde cerca de uma dúzia de clientes receberam seus veículos.

A Tesla aproveitou a ocasião para divulgar informações atualizadas sobre o Cybertruck, incluindo preço, autonomia e funcionalidades. O modelo de tração traseira, previsto para 2025, terá um preço inicial de US$ 60.990, um aumento significativo em relação ao preço anunciado em 2019, de US$ 39.900. Este modelo oferecerá 400 quilometros de autonomia com uma carga completa.

As versões "Cyberbeast" com dois e três motores estarão disponíveis já em 2024, segundo o site da Tesla. O Cybertruck AWD terá um preço inicial de US$ 79.990, autonomia de 550 quilometros, aceleração de 0 a 100 km/h em 4,1 segundos e velocidade máxima de 290 quilômetros por hora. Já a versão de três motores custará US$ 99.990, oferecendo 845 cavalos de potência, 10.296 lb-ft de torque e cerca de 500 quilometros de autonomia.

Durante o evento, Franz Von Holzhausen, chefe de design da Tesla, repetiu a demonstração de resistência das janelas, que falhou em 2019. Desta vez, um arremesso de bola de beisebol não conseguiu quebrar o vidro blindado do carro.

Com menos participantes do que no lançamento original, o evento teve uma duração mais curta do que o usual para a Tesla. Musk destacou características como a blindagem externa e as capacidades de desempenho da picape, antes de anunciar o encerramento do evento e auxiliar os primeiros clientes a deixarem o local em seus novos veículos.

A produção do Cybertruck enfrentou desafios, principalmente devido ao uso de aço inoxidável ultra-resistente para o exterior e a exigência de Musk de que o veículo fosse à prova de balas. O design polarizador do veículo também gerou debates, com especialistas sugerindo que o Cybertruck pode servir mais como um veículo "funil" para atrair clientes para outros modelos mais práticos da Tesla, como o Model 3 e Y.

Musk buscou gerenciar as expectativas em relação ao Cybertruck antes do evento, indicando que o veículo não geraria fluxo de caixa positivo para a empresa por pelo menos um ano a 18 meses. A Tesla planeja produzir 250.000 unidades anualmente até 2025, mas admite que a rampa de produção será um desafio.

Em uma reunião de balanço em outubro, Musk comentou que a demanda pelo Cybertruck era "fora do gráfico", com mais de 1 milhão de pessoas pagando um depósito reembolsável de US$ 100 para reservar o veículo. No entanto, ele também reconheceu que a Tesla pode ter enfrentado mais desafios do que esperava com o desenvolvimento do caminhão.

Agora disponível, o foco se volta para a capacidade de produção da Tesla e a rapidez com que a empresa pode entregar os veículos aos clientes. O Cybertruck entra em um mercado de picapes elétricas altamente competitivo, enfrentando modelos como o Ford F-150 Lightning e o Rivian R1T.

Ainda assim, a Tesla pode não produzir muitas unidades inicialmente, e o design quadrado pode não agradar a todos os clientes de camionetes Além disso, a chegada do Cybertruck ocorre em um momento de desaceleração no mercado de veículos elétricos, o que pode limitar seu apelo inicial.

Embora o Cybertruck possa se tornar um sucesso de vendas, é improvável que alcance o volume de vendas de caminhões de marcas como Ford e Chevy.

A entrada de Musk neste mercado altamente lucrativo e competitivo com um design divisivo e um processo de produção desafiador reflete suas conhecidas escolhas ousadas.

A indústria automotiva tem se voltado para veículos maiores nas últimas décadas, com picapes sendo alguns dos modelos mais vendidos. As empresas produzem e vendem muitos desses veículos, gerando lucros significativos. A Tesla, no entanto, parece não estar posicionada para colher os mesmos benefícios com o Cybertruck.

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Elon Musk diz que vai aposentar celular pessoal e usar X para chamadas de áudio e vídeo

Tecnologia

Elon Musk diz que vai aposentar celular pessoal e usar X para chamadas de áudio e vídeo

Há 8 horas

Tribunal da UE rejeita ação de TikTok sobre lei de mercados digitais

Tecnologia

Tribunal da UE rejeita ação de TikTok sobre lei de mercados digitais

Há um dia

Falso LastPass pode roubar dinheiro e dados de clientes; Apple tira app do ar

Tecnologia

Falso LastPass pode roubar dinheiro e dados de clientes; Apple tira app do ar

Há um dia

CES 2024: LG apresenta primeira TV OLED wireless transparente do mundo

Tecnologia

CES 2024: LG apresenta primeira TV OLED wireless transparente do mundo

Há um dia

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

A regulamentação de cigarros eletrônicos pode trazer mais segurança para o consumidor?

A regulamentação de cigarros eletrônicos pode trazer mais segurança para o consumidor?

Escritórios Verdes, da JBS, regularizam 8 mil fazendas
EXAME Agro

Escritórios Verdes, da JBS, regularizam 8 mil fazendas

“Deixei o mundo corporativo para empreender com a Herbalife”

“Deixei o mundo corporativo para empreender com a Herbalife”

Loja pop-up da Lacoste em Trancoso conecta a marca com o verão brasileiro

Loja pop-up da Lacoste em Trancoso conecta a marca com o verão brasileiro

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais