Contra fake news, Microsoft e Facebook vão atuar em eleições canadenses

Karina Gould, ministra das Instituições Democráticas, disse que empresas de tecnologia removerão contas falsas e bots

Ottawa — A Microsoft e o Facebook aceitaram ajudar a aumentar a segurança das eleições de outubro do Canadá, removendo contas falsas, desinformação e reprimindo bots, disse a principal autoridade do governo local nesta segunda-feira.

As medidas são parte de uma declaração não obrigatória sobre a integridade eleitoral, disse a ministra de Instituições Democráticas, Karina Gould, a legisladores.

No mês passado, Gould reclamou que as principais empresas de mídia social do mundo não estavam fazendo o suficiente para ajudar a combater potenciais estrangeiros se intrometerem na eleição e disse que o governo pode ter que regulá-las.

“A era do Velho Oeste online não pode continuar – inação não é uma opção”, disse Gould. Autoridades do governo dizem que temem que russos tentem interferir na votação.

Microsoft e Facebook também concordaram em intensificar esforços para combater a desinformação, promover salvaguardas para lidar com o cyberincidentes de segurança e explicar suas regras sobre a aceitação de publicidade política, disse Gould.

“Peço que outras plataformas façam o mesmo nos próximos dias”, ela adicionou em uma referência clara ao Twitter e ao Google.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Atenção! A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos uma tiragem mensal. Clique aqui para saber mais detalhes.