Tecnologia

Com auxílio de IA, Mercado Livre registra menos de 1% de produtos irregulares na plataforma

Entre 563 milhões de anúncios criados ou modificados no ano passado, 0,56% tinha algum tipo de violação de uso do marketplace

 (Divulgação/Divulgação)

(Divulgação/Divulgação)

André Lopes
André Lopes

Repórter

Publicado em 18 de maio de 2023 às 15h35.

Última atualização em 18 de maio de 2023 às 15h38.

Para conter o avanço de pirataria, erros e insegurança de dados em anúncios em sua plataforma, o Mercado Livre tem desenvolvido um intenso trabalho de automatização da moderação de anúncios. No quinto Relatório de Transparência que divulga, referente ao segundo semestre de 2022, a empresa sinalizou um avanço significativo nesse sentido: entre julho e dezembro, apenas 0,56% dos mais de 563 milhões de anúncios criados ou modificados no período precisaram ser moderados devido à violação das regras da plataforma.

Desse total de anúncios moderados, aproximadamente 97% foram detectados pelas equipes interdisciplinares do Mercado Livre, que utilizam tecnologias baseadas em inteligência artificial e machine learning para combater irregularidades.

Essas ferramentas aprendem com as denúncias e exclusões, permitindo a mediação automática de conteúdos suspeitos. Na média, para cada denúncia recebida, o sistema da plataforma remove oito vezes mais anúncios irregulares.

“O forte e contínuo investimento em tecnologia nos últimos anos resultou em um alto nível de acuracidade para detectar publicações infratoras de maneira automática e proativa, se refletindo em mais segurança para os nossos milhões de usuários”, diz Humberto Chiesi Filho, diretor jurídico do Mercado Livre.

Como é feita a análise

Hoje, o conjunto de tecnologias aplicado pela plataforma já é capaz de analisar, em menos de um segundo, mais de 5 mil variáveis, para detectar, pausar ou mesmo remover em tempo real anúncios que violem as regras da plataforma.

Devido ao trabalho de informação e educação junto aos usuários, mais de 70% dos vendedores denunciados mudam de comportamento e não voltam a infringir as regras.

No segundo semestre do ano passado, período analisado nesta edição, cerca de 3% dos anúncios moderados foram denunciados por autoridades ou usuários, estes que podem alertar a plataforma por meio do botão ‘denunciar’ presente em todos os anúncios.

Acompanhe tudo sobre:Mercado Livre

Mais de Tecnologia

Boeing Starliner tem retorno à Terra adiado pela segunda vez

Internet em qualquer lugar? Starlink, de Elon Musk, lança antena do tamanho de um laptop

Você sabe o que é telemática? Tecnologia reduziu em 40% as taxas de colisões em estradas, diz estudo

Instagram está implementando 'live' apenas para melhores amigos

Mais na Exame