Tecnologia
Acompanhe:

China acusa Google de violar promessa

Autoridades desaprovam atitude da companhia de redirecionar usuários para o site de Hong Kong.

 (EXAME.com)

(EXAME.com)

D
Da Redação

23 de março de 2010, 15h56

Pequim - A China afirmou que o Google violou uma "promessa em escrito" e está "completamente errado" em pôr fim à autocensura de sua página chinesa http://www.google.cn, sinalizando uma resposta linha-dura na disputa.

Uma autoridade do Gabinete de Informação do Conselho Estatal da China, que ajuda a vigiar as regras de internet do país, fez os comentários após o Google começar a redirecionar usuários chineses ao site de Hong Kong.

Seus comentários sugerem que o Google deve esperar problemas com as autoridades chinesas, mais de dois meses depois de ter anunciado que não iria mais aceitar autocensurar seu site chinês e que foi atacado por hackers chineses.

"O Google violou uma promessa escrita feita ao entrar no mercado chinês", disse a autoridade, segundo informações da agência de notícias estatal Chinese News Service.

Veja outras matérias sobre o Google.