Acompanhe:

App para Google Glass identifica o que você está sentindo

Emotient, startup especializada em técnicas de reconhecimento facial, anunciou o app Sentiment Analysis, que já está em fase beta para grupos selecionados

Modo escuro

Continua após a publicidade

	Homem testa Google Glass na CES 2014: a startup informa que é possível detectar sentimento das pessoas baseando-se no reconhecimento de expressões faciais
 (Patrick T. Fallon/Bloomberg)

Homem testa Google Glass na CES 2014: a startup informa que é possível detectar sentimento das pessoas baseando-se no reconhecimento de expressões faciais (Patrick T. Fallon/Bloomberg)

L
Lucas Agrela

Publicado em 7 de março de 2014 às, 18h06.

São Paulo - Um aplicativo para os óculos inteligentes chamados Google Glass poderá identificar o que as pessoas estão sentindo.

A Emotient, uma startup de San Diego (EUA) especializada em técnicas de reconhecimento facial, anunciou nesta semana o app Sentiment Analysis, que já está em fase beta para grupos selecionados.

Em uma rodada de investimentos, a companhia arrecadou 6 milhões de dólares para levar sua tecnologia para dispositivos móveis.

A Emotient informa que é possível detectar o sentimento das pessoas baseando-se no reconhecimento de expressões faciais.

O objetivo é que o aplicativo gere dados importantes para comerciantes, já que será possível saber como as pessoas reagiram a um produto, bem como seu grau de satisfação com um serviço.

No entanto, o app é configurado para detectar três sentimentos gerais: positivo, negativo ou neutro, bem como emoções primárias (alegria, surpresa, medo, tristeza ou raiva).

Reações mais complexas, como confusão e frustração, também são identificadas pelo Sentiment Analysis. O aplicativo não pode encontrar a identidade de uma pessoa, mas pode determinar o seu gênero.

Desde sua fundação em 2012, a Emotient arrecadou 8 milhões de dólares, 6 milhões de dólares foram obtidos em uma recente rodada de investimentos da Series B, liderada por Seth Neiman, milionário dos mercados de infraestrutura de redes e e-business, e mais 2 milhões de dólares do fundo Intel Capital.

"A habilidade de identificar em tempo real os sentimentos dos clientes, enquanto eles se relacionam com produtos ou serviços, é uma enorme oportunidade para as empresas para ajustarem o foco, bem como suas vendas", declara Ken Denman, CEO da Emotient.

A empresa almeja tornar o seu motor de reconhecimento facial o padrão de mercado para todas as tecnologias semelhantes.

Segundo o Ubergizmo, o aplicativo não irá armazenar imagens ou vídeos no Google Glass até mesmo para evitar possíveis problemas de privacidade.

Confira o funcionamento da tecnologia de reconhecimento facial da Emotient no vídeo abaixo:

//player.vimeo.com/video/71060463

Últimas Notícias

Ver mais
Esta empresa de robôs humanóides conquistou OpenAI, Nvidia e Microsoft
Tecnologia

Esta empresa de robôs humanóides conquistou OpenAI, Nvidia e Microsoft

Há 22 horas

Reddit dá início a IPO e usuários mais ativos poderão comprar ações
Tecnologia

Reddit dá início a IPO e usuários mais ativos poderão comprar ações

Há 2 dias

Pane 'misterioso' nos EUA deixa milhões sem internet — e FBI investiga
Tecnologia

Pane 'misterioso' nos EUA deixa milhões sem internet — e FBI investiga

Há 2 dias

Google terá novo centro de engenharia em São Paulo
Tecnologia

Google terá novo centro de engenharia em São Paulo

Há 3 dias

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais