Votorantim fechou 2021 com o melhor resultado em 80 anos de história

A Votorantim registra o melhor resultado de sua história. E abre espaço para a diversificação
Segundo o CEO Marcelo Castelli, o avanço da vacinação e os estímulos fiscais e monetários contribuíram para a economia global, mantendo o mercado de cimento aquecido (Leandro Fonseca/Exame)
Segundo o CEO Marcelo Castelli, o avanço da vacinação e os estímulos fiscais e monetários contribuíram para a economia global, mantendo o mercado de cimento aquecido (Leandro Fonseca/Exame)
D
Darcio OliveiraPublicado em 13/09/2022 às 06:00.

A Votorantim Cimentos, líder nacional e sétima maior fabricante do insumo no mundo, fechou 2021 com o melhor resultado de sua octogenária história. Houve crescimento nos dez países onde a empresa mantém operações, com vendas totais de 37,2 milhões de toneladas de cimento, aumento de 15% em relação a 2020.

Segundo o CEO Marcelo Castelli, o avanço da vacinação e os estímulos fiscais e monetários contribuíram para a economia global, mantendo o mercado de cimento aquecido. Dados do IBGE mostram que o setor de construção civil registrou crescimento de 9,7% em 2021, o maior índice desde 2010.

“Fizemos investimentos de mais de 1,5 bilhão de reais, mesmo com pandemia e expectativa de pressão inflacionária mundial”, diz Castelli. Entre os investimentos estão a incorporação de duas operações na Espanha e outras três na América do Norte. Até aqui, a balança pendia para América Latina, norte da África e Turquia, mas o cenário atual fez o executivo redesenhar o mapa.

A temporada também foi de diversificação. A Votorantim tem uma empresa de gestão de resíduos, a Verdera, outra no agronegócio, a Viter, o marketplace Juntos Somos Mais (com Tigre e Gerdau) e acaba de lançar a logtech Motz, com mais de 20.000 motoristas autônomos. Também está criando uma venture building voltada para investimentos sociais e aposta em energia eólica e solar. “Somos sólidos na operação, nos valores e nas práticas ESG, e flexíveis na adaptação à nova economia”, diz Castelli.

AS MELHORES DO SETOR

Pontuação
da Empresa
Posição
por Receita
Empresa Receita 2021(1) Receita 2020(1) Lucro Líq. 2021(1) Patrim. Líq. 2021(1) Ativo Total 2021(1) Cidade-Sede Estado
1  7,56  40 Votorantim Cimentos  22.300.000   16.866.716   1.626.712   17.896.247   44.640.437  São Paulo SP
2  7,18  92 Duratex  8.170.241   5.879.616   1.725.682   5.733.581   13.420.331  São Paulo SP
3  7,08  274 JHSF  2.007.441   1.170.550   981.219   4.546.460   8.411.534  São Paulo SP
4  7,04  332 Tegra  1.472.883   499.169   160.743   2.412.238   4.000.426  Rio de Janeiro RJ
5  6,97  471 Todeschini  744.857   455.082   237.708   1.045.563   1.576.941  Bento Gonçalves RS
6  6,38  286 Portobello  1.912.100   1.331.800   216.200   356.157   2.157.347  Tijucas SC
7  6,29  153 Cyrela  4.790.833   3.823.695   1.017.315   6.801.924   5.880.254  São Paulo SP
8  6,26  315 Guararapes  1.602.720   710.934   428.009   1.579.081   2.695.671  Caçador SC
9  6,22  197 InterCement Brasil  3.152.677   2.402.608   1.314.271   881.808   4.816.696  São Paulo SP
10  6,22  352 Plano&Plano  1.271.260   902.684   135.084   317.223   1.268.517  São Paulo SP

(1) Valores em milhares de reais. Para a colocação das empresas foram considerados: resultados contábeis-financeiros (ROE – Retorno Sobre o Patrimônio Líquido, Roce – Retorno Sobre o Capital Empregado, ILS – Índice de Liquidez Seca, D/E – Alavancagem); crescimento de 2020 e 2021; ESG (sete indicadores ambientais, sete indicadores sociais e sete indicadores de governança).
Mais detalhes podem ser conferidos no site
mm.exame.com


(Publicidade/Exame)

 

Veja também:

Votorantim e Temasek se unem em fundo de R$ 3,6 bi para empresas de crescimento

Itaúsa e Votorantim compram fatia da Andrade Gutierrez na CCR por R$ 4,1 bi