Acompanhe:

Você precisa aprender esta habilidade antes de começar um negócio

Começar um empreendimento requer uma série de habilidades, mas uma delas é a primeira. Confira:

Modo escuro

Continua após a publicidade
Multitarefa: estudo aponta as 10 habilidades mais importantes identificadas em 2015 e projetadas para 2020 (jayfish/Thinkstock)

Multitarefa: estudo aponta as 10 habilidades mais importantes identificadas em 2015 e projetadas para 2020 (jayfish/Thinkstock)

D
David Kallás, especialista em primeiro negócio

Publicado em 28 de abril de 2017 às, 15h00.

Última atualização em 28 de abril de 2017 às, 15h00.

A habilidade número um para aprender antes de iniciar um negócio

Ser dono de um negócio requer uma série de habilidades. Começa pelo planejamento do negócio e passa por vendas, relacionamento, operações, gestão de pessoas e finanças, entre outras. Difícil escolher uma delas. Mas, na dúvida, vou com os especialistas.

Recente pesquisa divulgada pelo World Economic Forum aponta as 10 habilidades mais importantes identificadas em 2015 e projetadas para 2020. Em ambas as listas, a principal habilidade é a mesma: solução de problemas complexos. Por que isso é tão importante?

Primeiro, porque os problemas virão aos montes, e em variadas dimensões. Em parte, a vida de um gestor é saber identificar quais são os mais relevantes e como resolvê-los, dos mais simples aos mais complexos. E, no caso de pequenos negócios, os problemas são normalmente muito desestruturados.

Segundo, porque, ao contrário do que se costuma aprender na escola, os problemas da vida real não vêm com enunciado. Trazem a informação incompleta, fragmentada e também muitos dados desnecessários.

Ao se deparar uma queda repentina de vendas, o empreendedor não sabe se a causa do problema tem relação com a economia do país, preço, produto em si ou com a motivação e treinamento dos seus funcionários, somente para listar algumas das possíveis causas.

Terceiro, porque pouca gente sabe fazer isso. Pesquisas mostram que a maioria das pessoas, ao se depararem com um problema, parte imediatamente para a execução da primeira solução que vem à cabeça.

Ao fazer isso, corre-se o risco de tratar as consequências e não as causas. É a mesma coisa de, ao ver um encanamento pingando, decidir colocar um balde embaixo da goteira, ao invés de achar formas de estancar o vazamento.

E, finalmente, porque há formas para fazer isso. Quando nos deparamos com um problema, o primeiro passo é buscar a chamada “causa raiz”. Por vezes, é necessário quebrar o problema grande em uma série de “problemas pequenos” e identificar os que causam mais impacto.

Há ferramentas simples para isso. Somente após se ter clareza de quais as causas é que podemos identificar as soluções.

David Kallás é professor de estratégia do Insper.

Envie suas dúvidas sobre primeiro negócio para pme-exame@abril.com.br.

Últimas Notícias

Ver mais
Aos 15 anos, americano ganha US$ 100 mil no programa Shark Tank por uma ideia que teve na infância
seloNegócios

Aos 15 anos, americano ganha US$ 100 mil no programa Shark Tank por uma ideia que teve na infância

Há 7 horas

Depois de 14 anos como CLT, ele criou um negócio de transporte para empresas que fatura R$ 10 mi
seloNegócios

Depois de 14 anos como CLT, ele criou um negócio de transporte para empresas que fatura R$ 10 mi

Há 6 dias

40 franquias baratas a partir de R$ 300 para quem quer trabalhar em casa (e no interior)
seloNegócios

40 franquias baratas a partir de R$ 300 para quem quer trabalhar em casa (e no interior)

Há 6 dias

Governo prepara anúncio de crédito a microempreendedores com foco em mulheres
seloNegócios

Governo prepara anúncio de crédito a microempreendedores com foco em mulheres

Há uma semana

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais