PME

USP Leste inaugura Incubadora Social

Órgão dará suporte a projetos de inovação tecnológica que possam beneficiar, prioritariamente, a população da zona leste e cone leste paulista

Espaço será destinado para que novas empresas se desenvolvam até poderem sobreviver sozinhas no mercado (Wikimedia Commons)

Espaço será destinado para que novas empresas se desenvolvam até poderem sobreviver sozinhas no mercado (Wikimedia Commons)

DR

Da Redação

Publicado em 27 de fevereiro de 2012 às 09h09.

São Paulo - A Escola de Artes, Ciências e Humanidades (EACH), conhecida como USP Leste, iniciou as atividades da Incubadora Social e Tecnológica – a primeira do Sistema Paulista de Incubadoras do Estado de São Paulo com caráter social.

A incubadora dará suporte a projetos de inovação tecnológica e que possam, prioritariamente, beneficiar a população da zona leste de São Paulo e cone leste paulista, compreendida pelo Vale do Paraíba, litoral norte, região serrana da Mantiqueira, região bragantina e região Alto do Tietê.

O espaço será destinado para que novas empresas se desenvolvam até poderem sobreviver sozinhas no mercado.

De acordo com a EACH, a incubadora terá capacidade de gerir empresas nas áreas de computação, alta tecnologia, têxtil, saúde, entretenimento, além de serviços públicos.

Professores e alunos da USP deverão atuar diretamente transmitindo os conhecimentos adquiridos na universidade para os desenvolvedores dos projetos.

A incubadora é aberta à sociedade e à comunidade da USP. Em uma primeira etapa, iniciada com a inauguração da incubadora, seis projetos contarão com apoio técnico, administrativo, recursos de infraestrutura e treinamentos sobre como gerir um empreendimento. Mais oito projetos estão programados para o segundo semestre de 2012.

Segundo a EACH, além de ampliar a chance de sucesso e a competitividade de novas iniciativas, a implantação da Incubadora Social e Tecnológica possibilitará a criação de novas tecnologias e inovações no ambiente acadêmico que, consequentemente, beneficiarão a sociedade e contribuirão para um aumento da geração de empregos qualificados no estado e para o desenvolvimento da ciência.

O objetivo da incubadora é ser um equipamento urbano com grande potencial para se tornar um canal de interlocução da universidade com a sociedade, identificando as necessidades da zona leste paulista, que possui uma população de aproximadamente quatro milhões de habitantes, para dar suporte para o crescimento local.

Com a ajuda de alunos e professores da USP, os moradores da região terão a possibilidade de gerir empreendimentos voltados para o desenvolvimento da própria comunidade.

Mais informações: www.each.usp.br ou incubadora-each@usp.br.

Acompanhe tudo sobre:Ensino superiorFaculdades e universidadesIncubadorasPequenas empresasStartupsUSP

Mais de PME

Mais na Exame