Após quase um ano, somente 3 em cada 10 PMEs estão adequadas à LGPD

Pesquisa da empresa de software Capterra mostra que apenas 37% das empresas estão totalmente adaptadas à lei
LGPD: empresas ainda precisam se adequar à lei (Witthaya Prasongsin/Getty Images)
LGPD: empresas ainda precisam se adequar à lei (Witthaya Prasongsin/Getty Images)
M
Maria Clara Dias

Publicado em 05/08/2021 às 12:24.

Última atualização em 05/08/2021 às 12:26.

Mesmo depois de quase um ano após entrar em vigor, a nova Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) ainda tem causado certa dor de cabeça nas pequenas e médias empresas. Um estudo da plataforma de software Capterra mostra que, após um ano, apenas 37% das empresas acreditam estar totalmente adequadas à lei e gerindo os dados de clientes corretamente. O que os empreendedores de sucesso têm em comum? Inovação será a chave de 2021. Fique por dentro em nosso curso exclusivo.

O levantamento sobre segurança digital nas PMEs foi feito entre os dias 16 e 23 de junho, e ouviu 305 gerentes ou coordenadores de pequenas e médias empresas com envolvimento parcial ou total na implementação da LGPD entre suas equipes.

Os resultados mostram que a grande maioria (57%) das empresas acredita estar "moderadamente adaptada” à nova lei, enquanto 37% dizem estar “totalmente adaptadas” e 7% afirmam estar “minimamente adaptadas”.

Apesar de ainda estarem patinando na aplicação da legislação, as PMEs já sentem o impacto da exigência por um maior cuidado com os dados dos clientes, agora mais preocupados com a coleta e tratamento de informações pessoais, mostra o estudo.

Do lado dos consumidores, os principais pedidos relacionados à LGPD foram a curadoria dos dados pessoais, a correção ou atualização das informações e informação sobre as consequências do não consentimento sobre o uso de dados.

"O resultado da pesquisa indica consumidores mais conscientes em relação ao compartilhamento e uso das suas informações pessoais por parte de empresas, incluindo as PMEs. Este comportamento ajuda a mensurar o impacto positivo da LGPD entre os brasileiros", disse Marcela Gava, analista da Capterra responsável pelo estudo.

Adaptação de PMEs à LGPD

Preocupação com segurança 

O estudo mostrou que 57% das PMEs já sofreram um ou mais golpes ou tentativas de golpe digital. O principal deles, indica o estudo, é o phishing, e-mails que levam a links suspeitos ou páginas falsas para extrair dados. Apesar do alto número de fraudes e riscos eletrônicos, pouco mais da metade (54%) das PMEs classificam o nível de preocupação com a cibersegurança como “alto”. Outras 40% julgam a preocupação como “moderada”.

Tem dúvidas sobre como administrar a sua pequena empresa? Assine a EXAME e tenha acesso a conteúdos semanais sobre o assunto.