Acompanhe:

Memed, de receita médica eletrônica, recebe aporte de R$ 20 milhões

Startup tem mais de 80 mil médicos cadastrados em sua plataforma de receitas e agora vai investir para desenvolver formas de se rentabilizar

Modo escuro

Continua após a publicidade
Ricardo Moraes, fundador da startup de saúde Memed (Memed/Divulgação)

Ricardo Moraes, fundador da startup de saúde Memed (Memed/Divulgação)

M
Mariana Desidério

Publicado em 20 de fevereiro de 2020 às, 06h00.

Última atualização em 20 de fevereiro de 2020 às, 06h00.

A startup Memed, focada no setor de saúde, acaba de receber um aporte de 20 milhões de reais, liderado pelo fundo DNA Capital e pela Redpoint eventures. O dinheiro será usado para ampliar o negócio e desenvolver estratégias de rentabilização para empresa. “Estamos criando um ecossistema com milhares de médicos e visualizamos várias oportunidades de negócio para girar ao redor disso”, afirma o fundador Ricardo Moraes.

Fundada em 2012, a Memed criou uma plataforma para geração de receitas médicas online. Hoje já tem mais de 80 mil médicos cadastrados, além de 80 parceiros institucionais, como planos de saúde e hospitais. A ideia do negócio é facilitar a vida do médico na hora de receitar um medicamento, e a do paciente na hora de comprar o remédio receitado.

Há seis meses, a Memed começou a atuar junto a algumas farmácias para garantir a digitalização do processo de ponta a ponta. Nas unidades já cadastradas, o paciente apresenta a receita médica eletrônica e leva seu medicamento sem precisar deixar a receita de papel no estabelecimento.

O uso da plataforma é gratuito tanto para médicos quanto para farmácias e hospitais. Com o aporte de 20 milhões de reais, o foco da startup será desenvolver projetos para se rentabilizar, além de continuar expandindo.

Uma das ideias já em teste é a divulgação de estudos da indústria farmacêutica. Outra frente é oferecer meios para melhorar o atendimento prestado por farmacêuticos nas farmácias clientes da Memed. Segundo Moraes, com o foco na rentabilização, a startup tem condições de chegar ao ponto de equilíbrio ainda em 2020.

No total, a Memed já recebeu pouco mais de 30 milhões de reais em investimentos desde sua fundação. A Redpoint eventures foi a primeira investidora e continua investindo no negócio. A DNA Capital, focada em negócios de saúde, está aportando pela primeira vez na startup. “Para nós é uma oportunidade única de ter acesso a capital e a expertise no setor de saúde”, diz Moraes.

Últimas Notícias

Ver mais
Empreendedor Individual deve enviar declaração até dia 30 de junho; veja como fazer
seloPME

Empreendedor Individual deve enviar declaração até dia 30 de junho; veja como fazer

Há um ano

Além das salas de aula: 4 maneiras de aprender mais sobre empreendedorismo
seloPME

Além das salas de aula: 4 maneiras de aprender mais sobre empreendedorismo

Há um ano

Bolsonaro sanciona Pronampe; estimativa de crédito para MPEs é de R$ 50 bi
seloPME

Bolsonaro sanciona Pronampe; estimativa de crédito para MPEs é de R$ 50 bi

Há um ano

3 cases de inovação aberta - o que podemos aprender com eles?
seloPME

3 cases de inovação aberta - o que podemos aprender com eles?

Há um ano

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais