Fora dos ringues, Fabrício Werdum fatura R$ 1 milhão com boutique de carne

Com menos de um ano de operação, a Werdum Premium Meats fatura R$ 200 mil todos os meses e vendeu 16 franquias
Ex-campeão do peso-pesado do UFC planeja abrir 100 unidades de franquia de carnes até o final do ano (Werdum/Divulgação)
Ex-campeão do peso-pesado do UFC planeja abrir 100 unidades de franquia de carnes até o final do ano (Werdum/Divulgação)
Por Luciana LimaPublicado em 03/04/2022 11:00 | Última atualização em 01/04/2022 20:04Tempo de Leitura: 4 min de leitura

Depois de uma carreira de 24 anos no MMA, o ex-campeão do peso-pesado do UFC, Fabrício Werdum, resolveu se aventurar no mundo dos negócios. Um deles, a boutique de carnes Werdum Premium Meats, fez tanto sucesso que virou franquia e planeja sua expansão pelo Brasil.

Garanta o seu lugar entre as melhores do Brasil, entre no ranking Negócios em Expansão 2022

Em 2021, depois de 13 anos morando nos Estados Unidos, Werdum decidiu sair do UFC e voltar ao Brasil, indo morar em Florianópolis (SC). Em quatro meses no país, lançou uma marca de roupas, a Werdum Fitness, tornou-se sócio de um buffet de churrasco, o Garage Grill, e abriu a casa de carnes.

Gaúcho, a paixão pelo churrasco foi a responsável pelos dois últimos empreendimentos. Mas como só paixão não bastava, Werdum se juntou com quem já tinha experiência no ramo para abrir a Premium Meats, o empresário Alexandre Mattos Reichert, conhecido como Primo, que há 30 anos tem uma distribuidora de carnes.

“Sem ele e o gerentão (o empresário Camilo Seidl, que administra o negócio), não seria possível. Foi a união da experiência deles com o meu nome, que chamaria a atenção, que fez dar certo”, diz Werdum.

A primeira loja foi aberta em Florianópolis em agosto de 2021 e, em três meses, faturou 1 milhão de reais. Além de importar as carnes, Werdum também realizou uma parceria com o frigorífico Silva, em Santa Maria (RS), para lançar um selo de cortes próprios.

“Aqui não chega a ser uma competição igual no octógono, mas desde sempre não queríamos ser mais um no mercado. O Alexandre teve a ideia de criar uma marca própria para oferecer uma carne diferenciada e que a loja fosse uma espécie de Apple da Carne”, brinca Werdum.

Por isso, a loja de Florianópolis, que conta com aproximadamente 500 metros quadrados, conta com um espaço para eventos, área para consumo no local, venda de acessórios de churrascos, parrilla argentina e até um local para lutas — onde, inclusive, Werdum treina todos os dias.

Expansão por franquias 

Mesmo após o lançamento, a loja continua fazendo sucesso e fatura por mês cerca de R$ 200 mil. No começo do ano, por meio do também lutador Maurício Shogun, Werdum conheceu a holding Avant Franquias, e resolveu começar a expansão da Premium Meats por meio do modelo.

Com dois vídeos no Instagram, Werdum atraiu mil interessados em se tornar franqueados. Desde então, dezesseis unidades foram vendidas em diversas cidades como Blumenau (SC), São Paulo (SP), Belo Horizonte (MG), Luiz Eduardo Magalhães (BA) e Manaus (AM). Até o final do ano, o objetivo é alcançar 100 unidades.

Segundo Lucas Camargo, CEO da Avant, a Premium Meats está até recusando franqueados. “Nós sabemos que muitas pessoas nos procuram por conta do nome do Werdum, então, por isso, precisamos ter um processo de seleção muito criterioso, avaliar a praça onde a loja será instalada e se o interessado tem o perfil e capacidade de investimento”, diz

Questionado sobre a viabilidade de um negócio, uma vez que o consumo de carnes vem caindo no Brasil por conta da inflação, Camargo diz que a estratégia da Premium Meats para driblar a questão é focar nos públicos A e B. Por isso, a ideia é que as lojas sejam abertas em bairros nobres das capitais, como Moema, em São Paulo.

“Assim como aconteceu com o café e com o vinho, o consumo de carnes também está passando por uma gourmetização. E, além do paladar não retroceder, para esse público, o consumo não parou”, defende.

Quando questionado sobre a aposentadoria, Werdum não bate um martelo. “É difícil falar 'parei de vez', se acontecer uma super luta, por exemplo, pode ser que volte”, finaliza.