Como funcionam os meetups?

Encontro informal, em que as pessoas conversam de pé, facilitando a circulação e o networking, é praxe no Vale do Silício

Networking (Stock.xchng)
Networking (Stock.xchng)
DR

Da Redação

Publicado em 1 de junho de 2011 às 19h14.

Como funcionam os meetups?
Respondido por Yuri Gitahy, especialista em startup

São Paulo - Meetup é um encontro informal em que as pessoas conversam de pé, facilitando a circulação e o networking. A ideia vem do Vale do Silício, em que eventos como esse são tão comuns quanto um happy-hour.

Mas como um encontro tão informal pode ser útil para o empreendedorismo brasileiro?

1) Um dos melhores jeitos de se encontrar co-fundadores e time técnico é em uma situação informal como essa. O mesmo vale para técnicos procurando startups interessantes. Dividir um momento de descontração, se conhecer melhor e aprender mais sobre cada pessoa e seus interesses faz com que você conheça seus possíveis sócios melhor e mais cedo.

2) Em várias cidades fora do eixo Rio-São Paulo, ao realizar eventos deste tipo, os empreendedores locais diziam: "Não vamos ter mais de 30 pessoas aqui hoje." Quando 150 ou mais apareciam no encontro, percebia-se que existiam bem mais pessoas interessadas do que se imaginava. Isso desperta um sentimento de reconhecimento e incentivo, muito importante para o fortalecimento de cada região. E o ambiente informal é bem mais convidativo que o de um evento corporativo.

3) Investidores locais também vão aos meetups. Só que nesse ambiente, não existe a pressão da avaliação ou de ser ignorado por alguém: o investidor está ali para conhecer empreendedores, o empreendedor está ali para conhecer investidores e outros empreendedores. Sem regras. Sem expectativas. É muito mais fácil abrir um canal de comunicação dessa forma, então seu pitch tem que estar bem preparado.

4) Sempre levamos mentores da Aceleradora aos meetups, e os empreendedores têm feedbacks sinceros sobre seus projetos. Essa prática de feedback honesto é emprestada da cultura do Vale do Silício, e faz com que o mindset melhore consistentemente após o meetup em uma cidade.

5) Participando de um meetup, as incubadoras passam se envolver mais, o SEBRAE local inicia um contato mais próximo com os empreendedores, e diversos encontros e movimentos se iniciam em prol dos empreendedores.

Como recado final, não espere um meetup acontecer na sua cidade. Encontre os empreendedores influentes na sua região e convide-os para organizar um meetup com você. Tente conseguir apoio de entidades e incubadoras locais, e assim o evento chegará ao conhecimento de mais empreendedores. Meetups de startups não precisam de dinheiro nem que se cobre ingresso – eles devem ser uma ação auto-organizada pela comunidade para contribuir para o amadurecimento do cenário local. 

O que é uma startup?

 

Yuri Gitahy é investidor-anjo, conselheiro de empresas de tecnologia e fundador da Aceleradora, que apoia startups com gestão e capital semente

Envie suas dúvidas sobre startups para examecanalpme@abril.com.br.


Mais de PME

Mais na Exame