Como escolher uma aceleradora para minha startup?

Localização, networking e experiência no mercado da sua empresa devem ser critérios pesados na seleção
 (Wikimedia)
(Wikimedia)
E
Editado por Daniela MoreiraPublicado em 12/10/2011 às 17:00.

Como escolher uma aceleradora para minha startup?
Respondido por Yuri Gitahy, especialista em startups

Se você criou uma startup ou participa de uma, provavelmente já sabe o que é uma aceleradora. Recentemente, diversas iniciativas nesse formato surgiram no Brasil e cobrem diferentes regiões. Normalmente são  dedicadas a empreendedores de tecnologia e internet. Mas como escolher a mais adequada para seu projeto?

Um passo importante é  definir bem o estágio em que sua startup se encontra. Não adianta simplesmente ter uma ideia com potencial - é preciso comprovar que você entende do que fala, que é capaz de aprender muito e que será o empreendedor certo para essa empresa. Se você tiver um protótipo e clientes (mesmo que não pagantes), está em um estágio bem mais passível de aceleração do que se tiver somente uma ideia na cabeça - mesmo que para você, ela seja a melhor ideia do mundo.

Resta então definir qual das aceleradoras é a mais adequada. Repare que não existe a "melhor aceleradora", porque startups têm direções e estratégias bem diferentes e é muito difícil para uma única aceleradora ser a melhor em tudo. Por isso, pense nos seguintes critérios:

1. Quem tem mais experiência no setor em que você pretende atuar, seja pelo histórico de startups aceleradas ou pela capacidade comprovada do corpo de mentores.

2. Networking no mercado de investimento nacional e internacional. Aceleradoras ajudam a alavancar seu modelo de negócio e apoiar você no processo de captação futuro, mas não necessariamente cobrirão 100% do capital inicial que investidores anjo cobririam.

3. Pense se o deal é interessante - ou seja, quanto capital e trabalho são dados em troco de qual percentual da sua empresa. Quanto mais no campo das ideias você estiver, maior o percentual que pedirão em troca da aceleração.

4. Submeta seu projeto a todas as aceleradoras que você puder, seja no Brasil ou exterior. O feedback que você receberá durante a seleção das startups pode ser crucial para sua decisão de quem é a melhor para seu projeto.

5. Por último, considere a proximidade geográfica com a maioria do time na sua startup e a consistência do trabalho remoto. Com exceção de aceleradoras no Vale do Silício ou outros centros de venture capital, é bem melhor gastar menos e não ter que morar temporariamente em outra cidade para vivenciar o dia a dia da aceleradora.
 

O que é uma startup?

 

Yuri Gitahy é investidor-anjo, conselheiro de empresas de tecnologia e fundador da Aceleradora, que apoia startups com gestão e capital semente

Envie suas dúvidas sobre startups para examecanalpme@abril.com.br.