PME

Com ajuda do iPad, Di Valentini quer aumentar vendas em 30%

Fabricante de calçados troca mostruario em papel por iPad e ganha flexibilidade para atender clientes

Equipe de representantes comerciais da DiValentini foi equipada com iPads (Divulgação)

Equipe de representantes comerciais da DiValentini foi equipada com iPads (Divulgação)

DR

Da Redação

Publicado em 28 de janeiro de 2011 às 10h17.

São Paulo - A fabricante de calçados Di Valentini está utilizando o iPad para alavancar vendas junto aos seus clientes, lojas de sapato de todas as regiões do país.

A empresa investiu cerca de 33 mil reais na compra de 16 equipamentos que serão utilizados como catálogos virtuais pelos seus representantes comerciais.

Segundo José Filho, fundador e diretor comercial da empresa, o uso do catálogo digital permite demonstrar os produtos em uma variedade maior de cores, aplicando-as digitalmente sem ter que fotografar cada nova opção em estúdio.

Além de ser mais leve e prático de carregar, o mostruário digital também oferece como vantagem a possibilidade de ser atualizado com maior freqüência, eliminando os custos de impressão. “A diferença na reação do cliente é impressionante”, destaca o empresário.

Com a nova ferramenta de vendas, Filho acredita ser possível aumentar o volume de negócios em 20% a 30%.

A expectativa é recuperar o investimento nos equipamentos em cerca de 8 meses. As imagens dos produtos são exibidas utilizando software que já vem embarcado no equipamento, portanto não foram necessários investimentos adicionais em desenvolvimento e programação.

Fundada há apenas 14 meses, a Di Valentini fabrica 2.200 pares de calçados ao dia – dez vezes mais do que quando iniciou suas operações em São João Batista, Santa Catarina.

Veja também: 10 formas de usar o iPad no dia-a-dia dos negócios

Acompanhe tudo sobre:AppleCalçadosiPadiPhonePequenas empresasTablets

Mais de PME

Mais na Exame