BTG Pactual cria programa para startups de alto crescimento

Banco de investimento e a aceleradora ACE darão mentorias e contatos para negócios de disrupção, eficiência e relacionamento com clientes.

São Paulo – O BTG Pactual está de olho em startups de alto crescimento. O banco de investimentos anunciou nesta semana a criação de um programa de “potencialização” de scale-ups, chamado de boostLAB.

O banco já investiu em startups anteriormente, mas informa que a ideia veio de quão importantes tais negócios inovadores se tornaram em diversos setores da economia – e dos benefícios em estar próximo desse grupo de empreendedores, incluindo a aquisição de novos fornecedores, parceiros e clientes.

Ao todo, cinco startups serão selecionadas para a primeira edição do boostLAB, que pretende ser semestral.

Seleção

O foco do boostLAB está em scale-ups, startups que se baseiam na escalabilidade de seus modelos de negócio. Esse tipo de negócio consegue crescer sua receita em um ritmo muito mais íngreme do que o de seus custos de produção. Com isso, afirma o BTG Pactual, as soluções podem se integrar mais facilmente com o ecossistema do banco.

Falando de setores, três áreas são procuradas pelo boostLAB: eficiência operacional (soluções de big data ou inteligência artificial que otimizem os processos de áreas como crédito, energia e gerenciamento de riquezas; relacionamento com o cliente (assertividade com a base de clientes, compliance e experiência digital); e disrupção (oportunidades de negócios para o BTG Pactual e empresas parceiras em mercados como commodities e serviços financeiros, por exemplo).

Outros requisitos incluem ter ao menos dois sócios com dedicação exclusiva e possuir produto pronto, tração e vendas recorrentes para resolver problemas reais de forma escalável. As empresas podem já ter recebido aportes em nível Seed, Series A ou posteriores.

Programa de potencialização

O boostLAB fica localizado em São Paulo, no WeWork Faria Lima. Cada startup terá até cinco posições gratuitas no local enquanto durar o programa.

A ACE, uma das principais aceleradoras do país, será responsável pela metodologia de crescimento das startups selecionadas.

As scale-ups contarão com mentorias de Pedro Waengertner, fundador da ACE, e de nomes como o executivo e especialista em reestruturações Claudio Galeazzi e o diretor de operações do Mercado Livre Stelleo Tolda.

O BTG Pactual entrará com contatos estratégicos de seus parceiros de negócio, empresas investidas e fornecedores. Além de também oferecer mentorias com um time sênior e multidisciplinar, prevê a realização de projetos pilotos com os empreendimentos participantes do programa.

Os interessados em participar do programa devem se inscrever por meio do site do boostLAB até o dia 15 de março. A escolha das startups ocorrerá no dia 27 do mesmo mês.

O programa acontecerá de abril até agosto, encerrando-se com um Demo Day (dia de apresentação das startups a potenciais investidores). Não haverá investimento ao longo do boostLAB, mas será possível negociar um aporte caso a caso no final da iniciativa.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.