• AALR3 R$ 20,17 0.55
  • AAPL34 R$ 68,39 -2.16
  • ABCB4 R$ 17,15 3.25
  • ABEV3 R$ 14,07 -1.05
  • AERI3 R$ 3,78 0.00
  • AESB3 R$ 10,72 0.37
  • AGRO3 R$ 31,07 1.47
  • ALPA4 R$ 20,88 -0.29
  • ALSO3 R$ 19,26 -0.47
  • ALUP11 R$ 26,60 0.76
  • AMAR3 R$ 2,43 3.40
  • AMBP3 R$ 30,42 -2.47
  • AMER3 R$ 23,50 2.40
  • AMZO34 R$ 68,37 1.02
  • ANIM3 R$ 5,52 -0.36
  • ARZZ3 R$ 80,64 -1.48
  • ASAI3 R$ 15,35 -0.32
  • AZUL4 R$ 21,21 -0.09
  • B3SA3 R$ 11,75 1.73
  • BBAS3 R$ 35,59 -0.89
  • AALR3 R$ 20,17 0.55
  • AAPL34 R$ 68,39 -2.16
  • ABCB4 R$ 17,15 3.25
  • ABEV3 R$ 14,07 -1.05
  • AERI3 R$ 3,78 0.00
  • AESB3 R$ 10,72 0.37
  • AGRO3 R$ 31,07 1.47
  • ALPA4 R$ 20,88 -0.29
  • ALSO3 R$ 19,26 -0.47
  • ALUP11 R$ 26,60 0.76
  • AMAR3 R$ 2,43 3.40
  • AMBP3 R$ 30,42 -2.47
  • AMER3 R$ 23,50 2.40
  • AMZO34 R$ 68,37 1.02
  • ANIM3 R$ 5,52 -0.36
  • ARZZ3 R$ 80,64 -1.48
  • ASAI3 R$ 15,35 -0.32
  • AZUL4 R$ 21,21 -0.09
  • B3SA3 R$ 11,75 1.73
  • BBAS3 R$ 35,59 -0.89
Abra sua conta no BTG

Monsanto vai recorrer de decisão de STJ sobre patente

A empresa informa que buscará que a decisão seja apreciada por colegiado da turma do STJ

	A Monsanto afirmou em nota que "avançará com recurso para assegurar seus direitos de propriedade intelectual"
 (Gutemberg Brito/Instituto Oswaldo Cruz)
A Monsanto afirmou em nota que "avançará com recurso para assegurar seus direitos de propriedade intelectual" (Gutemberg Brito/Instituto Oswaldo Cruz)
Por Da RedaçãoPublicado em 22/02/2013 13:41 | Última atualização em 22/02/2013 13:41Tempo de Leitura: 1 min de leitura

São Paulo - A Monsanto informa que vai recorrer da decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ) referente ao pedido de correção de prazo de sua patente sobre a soja Round Ready (RR1).

"A empresa avançará com recurso para assegurar seus direitos de propriedade intelectual e garantir a continuidade de sua operação no país", diz em nota. A Monsanto lembra já ter obtido "proteção no Brasil da patente de sua primeira geração de soja Roundup Ready (RR1)".

"Em conformidade com a lei brasileira, a Monsanto tem buscado corrigir os prazos de seus direitos de patentes no Brasil para que estejam de acordo com os prazos das patentes outorgadas nos Estados Unidos, até 2014", diz.

A empresa informa que buscará que a decisão seja apreciada por colegiado da turma do STJ. "Pretendemos recorrer imediatamente ao STJ e aguardamos para que nossa ação seja apreciada pelo STF futuramente", disse na nota Todd Rands, diretor jurídico da Monsanto para América Latina.