Mercado Livre e Linx se unem para aproximar mundo físico e online

Parceria busca reduzir custo de frete e tempo de espera para compradores do Mercado Livre, e oferecer aos clientes Linx um canal de vendas pela internet

Em tempos de isolamento social, as vendas têm ganhado tração no comércio online. Para acelerar as entregas e reduzir custos de frete, o Mercado Livreempresa de tecnologia para e-commerce e serviços financeiros, e a Linx, especialista em software de gestão para o varejo, fizeram uma parceria para conectar o marketplace mercadolivre.com.br com as marcas clientes da Linx. Assim, as lojas (clientes da Linx) de todo o país se tornam centros de distribuição de produtos comprados no marketplace do Mercado Livre. 

A vantagem para os clientes da Linx é que poderão usar o Mercado Livre como um canal de vendas, tornando-se assim um omnichannel. Já para o Mercado Livre a redução de tempo de entrega e de custos de frete se tornam diferenciais em meio à expansão do varejo online. “Garantirá assim uma experiência ainda melhor ao comprador, que poderá receber o produto de forma mais rápida, barata e conveniente”, disse, em nota, Bruno Guarnieri, diretor de marketplace do Mercado Livre no Brasil. 

 

 

Para Jean Klaumann, vice-presidente da Linx Digital, “quanto mais integrada uma operação, maior a chance de sucesso de determinado varejista. Esse é mais um movimento da Linx para modernizar o varejo brasileiro e colocar os lojistas no mesmo patamar de eficiência logística dos países desenvolvidos, pois poderão usar a omnicanalidade para impulsionar seus canais online e aumentar o fluxo de clientes em lojas físicas, e isso pode ajudá-los a vender ainda mais”, conclui Klaumann.

 

 

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.