Negócios

Honda anuncia recall de 1,5 milhão de veículos nos EUA

A finalidade é atualizar o sistema de transmissão automática dos veículos

Honda Accord é exposto num salão de automóveis norte-americano: modelo é um dos afetados
 (Gabriel Bouys/AFP)

Honda Accord é exposto num salão de automóveis norte-americano: modelo é um dos afetados (Gabriel Bouys/AFP)

DR

Da Redação

Publicado em 30 de junho de 2012 às 16h14.

Tóquio - A montadora Honda Motor anunciou nesta sexta-feira um recall de 1,5 milhão de veículos dos Estados Unidos e 750.000 na China, para atualizar o sistema de transmissão automática, principalmente dos modelos Odyssey e Accord.

A Honda atualizará o programa de controle da transmissão automática. Sem a troca, algumas peças do sistema de transmissão podem ser afetadas e provocar danos ao carro, segundo a empresa.

"A atualização automática do programa de controle da transmissão permitirá facilitar a transição entre as engrenagens, para reduzir a possibilidade de danos", afirma a montadora em um comunicado.

A Honda destaca nos documentos publicados nos Estados Unidos que nenhuma vítima foi registrada em consequência do problema.

Nos Estados Unidos, o recall envolve os modelos Accord produzidos entre 2005 e 2010, os CR-V produzidos entre 2007 e 2010 e os Element fabricados no período 2005-2008.

Na China, os afetados são os modelos Accord e Odyssey produzidos entre 2004 e 2009, além dos Spirior.

A Honda vendeu modelos similares no Canadá, Europa e outros mercados.

No total, 2,49 milhões de veículos de modelos com transmissões defeituosas foram vendidos em todo o mundo, segundo os executivos da Honda citados pela agência de notícias nipônica Kyodo.

Acompanhe tudo sobre:ÁsiaCarrosChinaEmpresasEmpresas japonesasEstados Unidos (EUA)HondaHonda AccordMontadorasPaíses ricosRecall

Mais de Negócios

5 tipos de embalagens de alimentos para priorizar nas compras do supermercado

Aquisições a caminho: Celcoin capta R$ 650 milhões para buscar oportunidades de M&As

Cimed avança na compra da Jequiti — e quer 100% da empresa de cosméticos

Essa empresa vende em até 10 vezes sem juros artigos de luxos – que podem render mais do que ações

Mais na Exame