Danone corta previsões para 2020 por causa de coronavírus

China, que reduziu consumo de produtos, é responsável por cerca de 30% das vendas da fórmula infantil Early Life Nutrion

São Paulo — A Danone afirmou nesta quarta-feira que a epidemia de coronavírus vai afetar seus resultados neste ano e que as vendas do primeiro trimestre devem ser impactadas em 100 milhões de euros, principalmente por conta dos negócios da marca de água Mizone na China.

A China é responsável por cerca de 30% das vendas da fórmula infantil Early Life Nutrion e 10% das vendas do grupo.

A Danone reduziu a meta de crescimento de vendas em 2020 de 4% a 5% para 2% a 4% e a previsão para a margem operacional de acima 16% para mais de 15%.

"Começamos este ano sob nuvens de incerteza por causa do coronavírus", disse o presidente-executivo da Danone, Emmanuel Faber.

A redução das metas de 2020 são um golpe para os planos de Faber para recuperação da companhia, centrados em diversificação do portfólio de produtos em direção a probióticos e ingredientes de origem vegetal.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.