Cade aprova sem restrições compra da Nextel pela América Móvil no Brasil

A aprovação ocorreu apesar de recurso encaminhado pela rival TIM contra o aval dado anteriormente ao negócio pela Superintendência-Geral da autarquia

São Paulo — O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou nesta quarta-feira (11), sem restrições a compra da Nextel pela América Móvil, que no Brasil opera com a marca Claro.

A aprovação ocorreu apesar de recurso encaminhado pela rival TIM contra o aval dado anteriormente ao negócio pela Superintendência-Geral da autarquia.

O relator do caso, o conselheiro Sérgio Ravagnani, concluiu que a rivalidade apresentada atualmente no mercado brasileiro de telecomunicações "se mostrou suficiente para afastar possíveis preocupações concorrenciais, mesmo nos Estados de São Paulo e Rio de Janeiro, onde a atuação da Nextel é mais relevante", afirmou o Cade em comunicado à imprensa.

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) também aprovou o negócio.

A América Móvil acertou a compra da Nextel Brasil em março, por 905 milhões de dólares.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também