Negócios

Anhanguera Educacional surpreende e muda de presidente

Alexandre Silveira Dias renunciou ao comando do maior grupo privado de ensino do país

Alexandre Dias: à frente de oito aquisições da Anhanguera neste ano (Germano Luders)

Alexandre Dias: à frente de oito aquisições da Anhanguera neste ano (Germano Luders)

DR

Da Redação

Publicado em 1 de novembro de 2011 às 12h01.

São Paulo – A Anhanguera Educacional passou por uma dança das cadeiras nesta segunda-feira. Alexandre Silveira Dias surpreendeu os investidores ao renunciar ao cargo de presidente da instituição. Para substituí-lo, foi eleito Ricardo Leonel Scavazza.

Dias deve continuar ligado Anhanguera como consultor do conselho de administração. Em nota ao mercado, o grupo afirma que, posteriormente, o executivo será indicado para um assento no conselho.

Scavazza, o novo presidente do grupo, ingressou na Anhanguera em 2003 e ocupava, atualmente, a vice-presidência financeira. Sua antiga função ficará a cargo de José Augusto Gonçalves de Araújo Teixeira, que responderá também pelo relacionamento com investidores e pela diretoria de planejamento.

Supresa negativa

O comunicado da Anhanguera não esclarece os motivos da renúncia de Dias, mas a reação do mercado mostra que os investidores não gostaram – pelo menos, neste primeiro momento.

Em um dia já complicado para a Bovespa, que recua com o agravamento da crise grega, as ações ordinárias da Anhanguera (AEDU3, com direito a voto) despencavam quase 9% por volta das 12h30, sendo negociadas a 22,99 reais.

Maior grupo privado de ensino do país e segundo maior do mundo, a Anhanguera acelerou sua expansão nos últimos anos, por meio de uma política agressiva de aquisições. Sua última grande tacada foi a aquisição da Uniban, por 510 milhões de reais, em meados de setembro.

A aquisição foi a oitava fechada pela empresa neste ano – e também a maior. Com 55.000 alunos, a Uniban possui 13 unidades.

Acompanhe tudo sobre:Anhanguera EducacionalEmpresasgestao-de-negociosReestruturaçãoSetor de educação

Mais de Negócios

A rota da KLM para transformar viagens em conexões inesquecíveis

De pequena lanchonete à franquia bilionária: o que o sucesso do McDonald’s ensina aos empreendedores

Desenrola Pequenos Negócios renegocia R$ 1,25 bilhão até 12 de junho

Executivos veem a inteligência artificial como um “divisor de águas”

Mais na Exame