Acompanhe:

Venezuela repudia "golpe de Estado parlamentar" no Brasil

País repudiou "golpe de Estado parlamentar no Brasil que, mediante farsas jurídicas das cúpulas oligárquicas e forças imperiais, pretendem derrubar" Dilma

Modo escuro

Continua após a publicidade

	Nicolas Maduro: se está "substituindo a soberania popular, pondo em risco a constituição e a democracia", afirma o governo da Venezuela
 (Carlos Garcia Rawlins / Reuters)

Nicolas Maduro: se está "substituindo a soberania popular, pondo em risco a constituição e a democracia", afirma o governo da Venezuela (Carlos Garcia Rawlins / Reuters)

D
Da Redação

Publicado em 12 de maio de 2016 às, 18h43.

A Venezuela expressou nesta quinta-feira seu "repúdio categórico" ao que considera um "golpe de Estado parlamentar no Brasil que, mediante farsas jurídicas das cúpulas oligárquicas e forças imperiais, pretendem derrubar a presidenta, Dilma Rousseff", segundo um comunicado do Ministério de Relações Exteriores.

O governo do presidente chavista Nicolás Maduro, aliado político de Dilma, afirmou que se está "substituindo a soberania popular, pondo em risco a constituição e a democracia".

Maduro e o seu antecessor Hugo Chávez (1999-2013) estabeleceram amplos laços comerciais e políticos com os governos de Dilma e do ex-presidente Lula.

Para a chancelaria venezuelana, o afastamento da presidente brasileira do seu cargo é "um ataque motivado pela vingança daqueles que perderam as eleições e são incapazes de chegar ao poder político por outra via que não a força".

O comunicado acrescenta que Dilma conta com "o acervo moral, a dignidade e a histórica capacidade de luta" para ser "garantia para a democracia, as conquistas sociais do povo brasileiro e a unidade 'nuestroamericana'".

Afirma, ainda, que o suposto golpe contra Dilma foi planejado desde que ela chegou ao poder, com ações como "a sabotagem, a desinformação e a mentira", que incluíram "o extremo de pretender impedir a realização de eventos esportivos de grande transcendência mundial no Brasil, com o propósito de desprestigiar o governo e suas autoridades".

A Venezuela faz também um chamado "aos povos do mundo" a se prepararem para "a defesa da democracia, da presidenta Dilma Rousseff e dos processos de unidade e integração entre nossos países".

Após a decisão do Senado brasileiro desta quinta-feira de afastá-la do poder, Dilma voltou a denunciar um "golpe" e urgiu aos seus apoiadores que vão as ruas para resistir.

Últimas Notícias

Ver mais
Autoridades russas ameaçam enterrar Navalny na prisão onde morreu, afirma oposição
Mundo

Autoridades russas ameaçam enterrar Navalny na prisão onde morreu, afirma oposição

Há 3 horas

Blinken diz que governo dos EUA está 'desapontado' com a construção de assentamentos na Cisjordânia
Mundo

Blinken diz que governo dos EUA está 'desapontado' com a construção de assentamentos na Cisjordânia

Há 3 horas

Nikki Haley conquista algumas republicanas nas primárias da Carolina do Sul
Mundo

Nikki Haley conquista algumas republicanas nas primárias da Carolina do Sul

Há 3 horas

Alemanha legaliza uso recreativo da cannabis
Mundo

Alemanha legaliza uso recreativo da cannabis

Há 4 horas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais