Mundo

Turquia demite militares e fecha jornais, diz CNN

Autoridades turcas anunciaram a demissão de mais de 1.600 militares e o fechamento de mais de 130 meios de comunicação, informou a CNN Turca


	Turquia: total de 1.684 militares foi dispensado, disse a emissora
 (Alkis Konstantinidis / Reuters)

Turquia: total de 1.684 militares foi dispensado, disse a emissora (Alkis Konstantinidis / Reuters)

DR

Da Redação

Publicado em 27 de julho de 2016 às 18h46.

Ancara - Autoridades turcas anunciaram nesta quarta-feira a demissão de mais de 1.600 militares e o fechamento de mais de 130 meios de comunicação, informou a CNN Turca, em um agravamento da repressão após uma tentativa fracassada de golpe neste mês.

Um total de 1.684 militares foi dispensado, disse a emissora. Além disso, três agências de notícias, 16 canais de televisão e 45 jornais diários, entre outros, receberam ordens para fechar, acrescentou.

As decisões devem aumentar ainda mais a preocupação entre grupos de direitos e aliados ocidentais da Turquia sobre o alcance do expurgo do presidente Tayyip Erdogan, depois do fracasso de uma tentativa de golpe militar em 15 e 16 de julho.

Acompanhe tudo sobre:ÁsiaCNNEmpresasEuropaMídiaServiçosTurquia

Mais de Mundo

Primeira viagem de Milei à Espanha como presidente não terá honras militares e coletiva de imprensa

Suprema Corte dos EUA confirma proibição de posse de armas a agressores domésticos

Tribunal impõe penas de prisão à família mais rica do Reino Unido por exploração de funcionários

Dez prefeitos da oposição na Venezuela são inabilitados por 15 anos após apoio a Edmundo González

Mais na Exame