Mundo

Rússia avança com ataques à Ucrânia e dispara 40 drones explosivos em Kiev

O prefeito de Kiev, Vitali Klitschko, disse nesta segunda que 40 drones "se dirigiram para Kiev" durante a noite

Prédio em Kiev atingido por drone russo: guerra áerea na Ucrânia (Anadolu Agency/Getty Images)

Prédio em Kiev atingido por drone russo: guerra áerea na Ucrânia (Anadolu Agency/Getty Images)

EC

Estadão Conteúdo

Publicado em 2 de janeiro de 2023 às 08h35.

A Rússia enviou vários drones explosivos em outro ataque noturno à Ucrânia, disseram autoridades nesta segunda-feira, 2, enquanto o Kremlin sinalizava que não havia trégua em sua estratégia de usar bombardeios para atingir a infraestrutura civil e enfraquecer a resistência ucraniana à invasão.

O prefeito de Kiev, Vitali Klitschko, disse nesta segunda que 40 drones "se dirigiram para Kiev" durante a noite.

Todos eles foram destruídos, de acordo com as forças de defesa aérea. Klitschko disse que 22 drones foram destruídos em Kiev, três na região periférica da capital e 15 nas províncias vizinhas.

As instalações de infraestrutura de energia foram danificadas como resultado do ataque e de uma explosão em um distrito da cidade, disse o prefeito.

Não ficou imediatamente claro se isso foi causado por drones ou outras munições. Um homem foi hospitalizado e quedas de energia de emergência estavam em andamento na capital.

LEIA TAMBÉM:

Acompanhe tudo sobre:GuerrasRússiaUcrânia

Mais de Mundo

Em crise na aviação civil, Boeing manda astronautas ao espaço, que ficam presos em estação espacial

Fundador do Wikileaks: relembre oito fatos sobre o processo de Assange

Assange será um 'homem livre' após audiência em tribunal americano, afirma esposa

Quem é Julian Assange, fundador do Wikileaks que vai se declarar culpado nos EUA?

Mais na Exame