Mundo

Polícia iraniana prende 35 pessoas em reunião 'satanista'

Autoridades iranianas equiparam frequentemente concertos de rock a cultos satânicos

Bandeira do Irã: em meados de maio, a polícia prendeu mais de 250 pessoas por razões semelhantes (Lisi Niesner/Reuters)

Bandeira do Irã: em meados de maio, a polícia prendeu mais de 250 pessoas por razões semelhantes (Lisi Niesner/Reuters)

Agência o Globo
Agência o Globo

Agência de notícias

Publicado em 1 de junho de 2024 às 14h12.

As autoridades iranianas prenderam 35 pessoas que participavam de uma “reunião de uma rede de satanistas” na província de Cuzestão, no sudoeste do país, informou a agência de notícias nacional Isna, neste sábado.

As autoridades iranianas equiparam frequentemente os concertos de música rock, especialmente hard rock, proibidos na República Islâmica, a cultos satânicos. O consumo de álcool também é estritamente proibido neste país muçulmano.

No total, “31 homens e quatro mulheres presentes no local” foram detidos e encaminhados para as autoridades judiciais, disse o chefe da polícia da cidade de Dezful, no Cuzestão, à Isna. No local da operação, foram encontrados “sinais e símbolos de satanismo, álcool e drogas”, afirmou o relatório.

Em meados de maio, a polícia prendeu mais de 250 pessoas, incluindo três europeus, a oeste de Teerão, por razões semelhantes.

Em 2007, cerca de 230 pessoas detidas num concerto de rock ilegal perto da capital foram acusadas de pertencer a um grupo de adoradores de Satanás.

Acompanhe tudo sobre:Irã - País

Mais de Mundo

Com redução de neve no Himalaia, 25% da população global pode enfrentar escassez de água em 2024

Eleição nos EUA: Anúncio da campanha de Biden chama a atenção para status de criminoso de Trump

Empresas chinesas focam em aumentar vendas com patrocínio na Olimpíada de Paris

Vendas no varejo de bens de consumo social aumentam 3,7% na China

Mais na Exame