Mundo

Paris-2024: Ministra francesa nega 'abuso orçamentário' dos Jogos Olímpicos

Custo dos Jogos Olímpicos está em 8,8 mil bilhões de euros (48,37 bilhões de reais), sendo parte de responsabilidade do COI; etíopes vencem Maratona de Paris neste domingo

Jogos Olímpicos 2024: competição será sediada em Paris (Nathan Laine/Getty Images)

Jogos Olímpicos 2024: competição será sediada em Paris (Nathan Laine/Getty Images)

Agência o Globo
Agência o Globo

Agência de notícias

Publicado em 7 de abril de 2024 às 10h35.

Última atualização em 7 de abril de 2024 às 12h38.

A ministra francesa do Desporto e dos Jogos Olímpicos Paris-2024, Amélie Oudéa-Castéra, negou aos deputados que tenha havido quaisquer “custos ocultos” ou “abusos orçamentais” nos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Paris.

— Não há custos ocultos nem abusos orçamentais. Estes Jogos Olímpicos são os mais baratos desde Sydney em 2000 — assegurou a ministra.

Neste domingo, foi disputada a Maratona de Paris, com a participação de cerca de 54 mil pessoas. O percurso foi diferente do evento olímpico por causa de inundações do Rio Sena, em parte do percurso. Durante os Jogos Olímpicos, corredores amadores poderão disputar a maratona no mesmo percurso da prova olímpica.

Os etíopes Mulugeta Uma (masculina) e Mestawut Fikir (feminina) foram os campeões. Ele venceu com 2h05min33 e chegou 15 segundos à frente do queniano Amos Kipruto. O terceiro colocado foi o queniano, Elisha Rotich, recordista parisiense da prova, que terminou em 2h06min54. O etíope Abeje Ayana, vencedor em 2023, terminou na 9ª posição.

Custos
O custo dos Jogos é de 8,8 mil bilhões de euros (9,48 mil bilhões de dólares ou 48,37 bilhão de reais). Deste montante, 4,4 mil bilhões de euros irão para o comité organizador (incluindo vendas de bilhetes, contribuições do Comitê Olímpico Internacional e receitas de patrocínio) e 4,4 mil bilhões de euros para infra-estruturas (incluindo 1,7 mil bilhões de euros provenientes de fundos públicos).

O ex-presidente do Tribunal de Contas francês, Pierre Moscovici, disse na semana passada que os Jogos de Paris “deveriam custar” entre 3 e 5 bilhões de euros em fundos públicos, e que o projeto de lei só seria conhecido após o evento, de 26 de julho a 11 de agosto.

Em 2023, os documentos orçamentais do comitê local indicavam investimento público de 2,44 bilhões de euros.

A verdade é que algumas despesas públicas ainda são desconhecidas, como o custo da segurança fornecida pelo Estado. A segurança é o "tendão de Aquilies" dos Jogos.

A ministra garantiu que será feita uma “avaliação detalhada” dos gastos públicos com os Jogos de Paris, departamento por departamento.

A abertura das Olimpíadas de Paris está prevista para o dia 26 de julho de 2024, e o encerramento para o dia 11 de agosto. As Paralimpíadas vão ser realizadas entre 28 de agosto e 8 de setembro de 2024.

Acompanhe tudo sobre:FrançaParis (França)Olimpíadas 2024Olimpíadas

Mais de Mundo

Guerra nas estrelas? EUA ampliam investimentos para conter ameaças em órbita

Reguladores e setor bancário dos EUA devem focar em riscos essenciais, diz diretora do Fed

Bandeira invertida coloca Suprema Corte dos EUA em apuros

Primeiro-ministro eslovaco passa por nova cirurgia e segue em estado grave

Mais na Exame