Maduro recebe Petro na 1ª reunião após retomada das relações Colômbia-Venezuela

Esta será a primeira visita oficial de um presidente colombiano a Caracas em quase uma década
Santos foi recebido por Maduro em 2013, no multitudinário funeral de Chávez. (AFP/AFP)
Santos foi recebido por Maduro em 2013, no multitudinário funeral de Chávez. (AFP/AFP)
A
AFPPublicado em 01/11/2022 às 10:24.

Os presidentes Gustavo Petro e Nicolás Maduro terão seu primeiro encontro presencial nesta terça-feira, 1, em Caracas, um novo passo no relançamento das relações bilaterais entre Colômbia e Venezuela, após três anos de ruptura diplomática.

Seguindo a linha de seu antecessor, o falecido Hugo Chávez, Maduro protagonizou anos de tensões com os antecessores de Petro, Juan Manuel Santos (2010-2018) e Iván Duque (2018-2022), os quais chegou a acusar de orquestrarem planos para assassiná-lo.

O ápice foi a ruptura das relações em fevereiro de 2019, logo após Duque reconhecer o líder da oposição Juan Guaidó como "presidente encarregado" da Venezuela, em meio às acusações de fraude eleitoral da oposição a Maduro.

Quer receber os fatos mais relevantes do Brasil e do mundo direto no seu e-mail toda manhã? Clique aqui e cadastre-se na newsletter gratuita EXAME Desperta.

Agora, "a relação bilateral entre ambos os países, a reabertura das fronteiras e o reingresso da Venezuela no sistema interamericano de direitos humanos" serão temas da agenda de um almoço entre os governantes, conforme comunicado divulgado pela Presidência colombiana na segunda-feira, 31.

Desde que assumiu o cargo de primeiro presidente de esquerda da história da Colômbia, em agosto deste ano, Petro decidiu retomar as relações bilaterais.

Esta será a primeira visita oficial de um presidente colombiano a Caracas em quase uma década. Santos foi recebido por Maduro em 2013, no multitudinário funeral de Chávez.

LEIA TAMBÉM:

Venezuela e Colômbia reabrem fronteira fechada desde 2015

Maduro e Petro conversam para normalizar fronteira entre Colômbia e Venezuela