Mundo

Furacão Norma atinge categoria 4 perto do México

Furacão se deslocou ao norte a 11 km/hora e poderia ter tocado o extremo sul da península da Baixa Califórnia no sábado, embora com ventos mais fracos

Furacão Norma na costa mexicana do Pacífico (Agence France-Presse/AFP)

Furacão Norma na costa mexicana do Pacífico (Agence France-Presse/AFP)

AFP
AFP

Agência de notícias

Publicado em 19 de outubro de 2023 às 14h41.

O furacão Norma ganhou força nesta quinta-feira, 19, e avançou para a categoria 4, com ventos superiores a 215 quilômetros por hora, à medida que avança sobre o Pacífico mexicano em direção à região do estado da Baixa Califórnia (noroeste), informou o Centro Nacional de Furacões (NHC) dos EUA.

"Norma é um furacão de categoria 4 na escala Saffir-Simpson", indicou o relatório da NHC, que às 15h00 GMT (12h00 no horário de Brasília) localizou o fenômeno a 390 quilômetros a oeste de Manzanillo, no estado mexicano de Colima (oeste).

Norma, que se deslocava para o norte a 11 km/hora, tocaria o extremo sul da península da Baixa Califórnia no sábado, embora com ventos mais fracos, segundo previsões do NHC.

"Pequenas flutuações de intensidade são possíveis hoje (quinta-feira), seguidas por um enfraquecimento gradual começando na sexta-feira e continuando pelo fim de semana", acrescentou a autoridade meteorológica.

O governo ativou na quarta-feira um plano de emergência nacional liderado pelo exército devido à próxima chegada nesta região do México, onde está localizado o popular balneário de Los cabos - um destino turístico popular entre os americanos.

Como parte do plano, mais de 6.600 soldados permaneceram em alerta nos estados de Baixa Califórnia e Baja California Sur, com focos nas regiões de San Quintín, Mulegue e La Paz, segundo a Secretaria de Defesa Nacional.

"Por experiência, precisamos enviar com tempo equipamentos para ajudar a população e alimentos", comentou na quarta-feira o presidente mexicano, Andrés Manuel López Obrador, sobre a operação.

A proximidade do furacão provocou chuvas intensas nos estados costeiros de Jalisco, Colima, Chiapas, Guerrero, Michoacán, Nayarit e Oaxaca, segundo o Serviço Meteorológico Nacional (SMN) do México.

Na semana passada, a passagem do potente furacão Lidia, que também alcançou categoria 4 na escala Saffir-Simpson, deixou ao menos dois mortos nos estados de Jalisco e Nayarit.

Devido às suas extensas costas no Pacífico e no Atlântico, o México é um dos países mais vulneráveis a impactos de furacões, com pelo menos uma dúzia de fenômenos meteorológicos por ano - todos com potencial para se tornarem grandes ciclones.

Acompanhe tudo sobre:FuracõesEstados Unidos (EUA)

Mais de Mundo

Por que os EUA ainda não colocaram humanos em Marte?

China apresenta exército de cães robôs equipados com metralhadoras; veja o vídeo

Estoque de urânio do Irã preocupa comunidade internacional

África do Sul se prepara para eleições legislativas cruciais

Mais na Exame