Acompanhe:

FMI recomenda aos EUA que reduzam sua dívida

Segundo Fundo Monetário Internacional, EUA deve conduzir seu déficit orçamentário de modo que não prejudique sua recuperação econômica

Modo escuro

Continua após a publicidade
Diretor-gerente do FMI, Dominique Strauss-Kahn (esq.), conversa com o secretário do Tesouro americano, Timothy Geithner: FMI recomenda que EUA reduza déficit (Mandel Ngan/AFP)

Diretor-gerente do FMI, Dominique Strauss-Kahn (esq.), conversa com o secretário do Tesouro americano, Timothy Geithner: FMI recomenda que EUA reduza déficit (Mandel Ngan/AFP)

D
Da Redação

Publicado em 8 de julho de 2010 às, 14h19.

Washington - O FMI pediu nesta quinta-feira aos Estados Unidos que conduzam seu déficit orçamentário por um caminho sustentável, que não prejudique sua recuperação econômica.

"O desafio principal é desenvolver uma estratégia fiscal confiável para assegurar que a dívida pública seja levada - e vista como levaa - por um caminho sustentável sem colocar em risco a recuperação", afirmou o FMI em seu relatório.

O FMI prevê um crescimento para os Estados Unidos de 3,3% en 2010 e 2,9% em 2011, e depois um crescimento entre 2,6% e 2,8% a cada ano entre 2012 e 2015.

Em seu orçamento 2010-2011, tornado público em janeiro, a Casa Branca previa taxas espetaculars de crescimento a partir de 2011: 3,8%, depois 4,3% e 4,2% em 2012 e 2013.

Segundo o FMI, o esforço de redução orçamentária dos Estados Unidos deve ser considerável, equivalente a 8% do produto interno bruto até 2015, enquanto que o governo prevê menos de 3%.

Últimas Notícias

Ver mais
The Act: onde assistir online à verdadeira história bizarra de Gypsy Rose
Pop

The Act: onde assistir online à verdadeira história bizarra de Gypsy Rose

Há 3 horas

Chefes da Defesa de EUA e China se reúnem pela primeira vez em 18 meses
Mundo

Chefes da Defesa de EUA e China se reúnem pela primeira vez em 18 meses

Há 3 horas

Ela começou um negócio com US$ 1.000 num setor dominado por homens. Hoje, gere US$ 15 bilhões
seloNegócios

Ela começou um negócio com US$ 1.000 num setor dominado por homens. Hoje, gere US$ 15 bilhões

Há 4 horas

FMI aumenta projeção de crescimento do Brasil em 2024 para 2,2%
Economia

FMI aumenta projeção de crescimento do Brasil em 2024 para 2,2%

Há 11 horas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais