Mundo

Fala de Dirceu 'não merece comentário', diz Alckmin

O petista afirmou que cobrar a demissão de Orlando Silva é o mesmo que pedir o afastamento do governador paulista devido ao escândalo da negociação de emendas

Kassab, tem defendido nas últimas semanas que PSDB e PSD se unam contra o PT. Alckmin diz que o partido está aberto ao debate de uma aliança (José Luis da Conceição/Governo de SP)

Kassab, tem defendido nas últimas semanas que PSDB e PSD se unam contra o PT. Alckmin diz que o partido está aberto ao debate de uma aliança (José Luis da Conceição/Governo de SP)

DR

Da Redação

Publicado em 17 de outubro de 2011 às 21h19.

São Paulo - O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, considerou hoje que "não merece comentário" declaração feita pelo ex-ministro chefe da Casa Civil José Dirceu que o comparou ao ministro do Esporte, Orlando Silva (PC do B).

O petista afirmou que cobrar o afastamento ou a demissão do ministro é o mesmo que pedir o afastamento do governador paulista devido ao escândalo da negociação de emendas parlamentares na Assembleia Legislativa de São Paulo

. O ministro do Esporte teria sido beneficiado, segundo denúncia de um polícia militar, em um suposto esquema de propina no Ministério do Esporte. "Esse é um tema da esfera federal, vamos deixar que o governo federal se pronuncie", ressaltou Alckmin.

O governador de São Paulo participou nesta segunda-feira do evento de lançamento de um livro que comemora os 20 anos da Força Sindical, na capital paulista. No evento, ele voltou a defender a formação de uma aliança entre PSDB e PSD para a sucessão à Prefeitura de São Paulo.

"Eu defendo que a gente oxigene o PSDB, democratize as decisões do partido e faça uma grande aliança para vencer as eleições municipais", afirmou. Ele saiu em defesa mais uma vez do pré-candidato do PSDB e deputado estadual licenciado Bruno Covas, que, em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo, disse que um prefeito teria lhe oferecido propina em troca de emenda parlamentar para sua cidade. "Ele é um dos melhores quadros do PSDB", elogiou Alckmin.

Acompanhe tudo sobre:Geraldo AlckminGovernadoresJosé DirceuMinistério do EsportePolítica no BrasilPolíticosPolíticos brasileirosPT – Partido dos Trabalhadores

Mais de Mundo

Julian Assange, fundador do WikiLeaks, vai se declarar culpado; entenda

Suprema Corte dos EUA vai avaliar lei que proíbe tratamento hormonal para menores transexuais

Rússia ameaça EUA com 'consequências' após ataque ucraniano na Crimeia

Ex-baixista do Nirvana anuncia candidatura à presidência dos Estados Unidos

Mais na Exame