Mundo

Eleições nos EUA: Biden e Trump ganham, com folga, as primárias em Michigan

Michigan é um swing state, isto é, imprevisível e decisivo nas eleições presidenciais norte-americanas

Joe Biden e Donald Trump: democrata e republicano provavelmente se enfrentarão nas eleições em novembro (AFP)

Joe Biden e Donald Trump: democrata e republicano provavelmente se enfrentarão nas eleições em novembro (AFP)

Publicado em 28 de fevereiro de 2024 às 06h21.

Última atualização em 28 de fevereiro de 2024 às 16h24.

Joe Biden e Donald Trump venceram as primárias dos seus respectivos partidos no estado de Michigan na  terça-feira, 27. Com 79% dos votos apurados às 4h10 do horário de Brasília, o atual presidente dos Estados Unidos levava a vitória democrata com 80.3% dos votos, esmagando a concorrência de Dean Phillips, deputado por Minnesota, que conseguiu apenas 3%. 

No entanto, 13,8% dos democratas votaram na opção "descompromissado", espécie de voto em branco, com o sucesso de uma campanha de voto de protesto contra o apoio do presidente a Israel no conflito em Gaza, liderada por eleitores árabe-americanos. Michigan é o estado norte-americano com maior população árabe. 

Já nas primárias republicanas, com 90% dos votos apurados por volta das 4h10 do horário de Brasília, Trump tinha 68,2% dos votos, contra 26,5% de Nikki Haley. A republicana afirmou que vai continuar na disputa, mesmo com as sucessivas derrotas para o rival e suas diminutas chances de ser a escolhida do partido.

Michigan é um swing state, isto é, imprevisível e decisivo nas eleições presidenciais norte-americanas, e o resultado das primárias consolida a possibilidade de uma provável disputa entre Biden e Trump em novembro. 

yt thumbnail

Nas últimas eleições, Biden venceu em Michigan por uma margem apertada de 2%. Em 2016, a democrata Hillary Clinton perdeu para Donald Trump, por apenas 0,23%. Foi a primeira vez que um republicano levou a vitória no estado desde 1988. 

"Quero agradecer a todos os habitantes de Michigan que fizeram com que sua voz fosse ouvida hoje", disse Biden. "Exercer o direito de voto e participar da nossa democracia é o que torna a América grande."

"Ganhamos Michigan, ganhamos tudo", disse Trump aos apoiadores. Para ele, os resultados foram "muito maiores do que o previsto".

A disputa em Michigan também antecede a Super Tuesday, na próxima terça-feira, 5, momento em que mais de doze estados vão fazer suas primárias. Para tentar diminuir a resistência do grupo que votou "descompromissado", Biden vem aumentando as críticas a Israel, e na última segunda-feira, 26, falou sobre possível cessar-fogo até a próxima semana – o que foi negado pelo Hamas.

Acompanhe tudo sobre:Eleições EUA 2024Joe BidenDonald Trump

Mais de Mundo

Milei fará show de rock e lançará livro contra o socialismo em evento em Buenos Aires

Em Cannes, cineastas argentinos levantam a voz contra os cortes de Milei

Entenda a importância do reconhecimento de um Estado Palestino por Espanha, Irlanda e Noruega

Mais na Exame