CIA volta a atacar com aviões alvos da Al Qaeda no Paquistão

Os ataques das aeronaves conhecidas como "drones" ocorreram no domingo na província do Waziristão do Norte

Washington - Os aviões não tripulados da CIA voltaram a atacar neste fim de semana alvos da Al Qaeda no Paquistão após a suspensão desta atividade devido às pressões de Islamabad, que condicionou a normalização das relações com os Estados Unidos ao fim desta prática, informou nesta segunda-feira o jornal "Washington Post".

Os ataques das aeronaves conhecidas como "drones" ocorreram no domingo na província do Waziristão do Norte. Quatro pessoas vinculadas à Al Qaeda teriam morrido na ofensiva, de acordo com a publicação.

O novo ataque com aviões não tripulados poderia complicar as negociações para que o Paquistão interrompa o bloqueio aos comboios da Otan com destino ao Afeganistão que passam dentro de seu território. A medida foi iniciada há cinco meses, quando as relações dos EUA com o Paquistão começaram a piorar.

Atualmente, uma equipe de dez negociadores liderada pelo Pentágono, que inclui funcionários da Casa Branca e do Departamento de Estado, está em Islamabad tentando abrir as principais rotas utilizadas pelas missões da Otan no Afeganistão.

O Governo paquistanês exige que Washington se desculpe incondicionalmente pela morte em novembro de 24 militares paquistaneses num ataque aéreo noturno na fronteira com o Afeganistão.

Os Estados Unidos lamentaram profundamente as mortes, mas o Pentágono disse que o incidente ocorreu devido aos erros cometidos pelos militares americanos e paquistaneses.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.