Casos de coronavírus no mundo passam de 2 milhões, diz universidade

Os Estados Unidos são o país mais afetado pela doença, com cerca de 600 mil casos confirmados
São Paulo: cidade registra o maior número de casos do novo coronavírus no país (Eduardo Frazão/Exame)
São Paulo: cidade registra o maior número de casos do novo coronavírus no país (Eduardo Frazão/Exame)
D
Da Redação

Publicado em 15/04/2020 às 11:02.

Última atualização em 15/04/2020 às 11:04.

O número de pessoas contaminadas pelo novo coronavírus superou os 2 milhões, segundo os dados compilados pela universidade norte-americana Johns Hopkins.

A marca foi atingida nesta quarta-feira (15) e chama atenção pela velocidade qual o vírus tem se espalhado pelo mundo.

Desde que a Organização Mundial da Saúde recebeu das autoridades chinesas o primeiro alerta do surto de uma nova doença na cidade de Wuhan, na China, foram necessários 93 dias para o marco de 1 milhão de casos confirmados ser atingido, em 2 de abril. Apenas 13 dias depois, chega ao seu segundo milhão.

Os Estados Unidos são o país mais afetado pela doença, com cerca de 600 mil casos confirmados, o equivalente a 30% do total. Países europeus, como Itália, Espanha e França, também estão entre os com maior número de contágios.

No Brasil, segundo o Ministério da Saúde, até esta terça-feira (14), eram 25.262 casos confirmados, com 1.532 mortes.

Por aqui, o estado de São Paulo é o mais afetado pela doença, com a maior parte dos casos na Grande São Paulo, o que levou o governador João Doria (PSDB) a estender o período de quarentena até 22 de abril. Porém, ele tem sido alvo de protestos desde então

Em Brasília, continua a tensão entre o presidente, Jair Bolsonaro, e o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta sobre a necessidade de isolamento social no pais, sobre o fechamento do comércio e também sobre o uso da cloroquina para tratar os pacientes, mesmo os que estão nos primeiros estágios da doença.

Ao mesmo tempo, movimentos pelo fim do isolamento social têm ganhado força. No Brasil, estados como Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Distrito Federal flexibilizaram a quarentena. O mesmo tem acontecido em países da Europa, como República Tcheca e Dinamarca, que registaram queda no número de novos casos do novo coronavírus.

As últimas notícias da pandemia do novo coronavírus: