Mundo

Campanha de Trump apela por doações após veredicto de culpado em julgamento criminal

Comitê espera que decisão incentive pequenos doadores a contribuir mais; alguns dos maiores dias de arrecadação de fundos online do ex-presidente se beneficiaram de seus problemas legais

Agência o Globo
Agência o Globo

Agência de notícias

Publicado em 31 de maio de 2024 às 10h38.

Última atualização em 31 de maio de 2024 às 10h42.

Tudo sobreEleições EUA 2024
Saiba mais

O ex-presidente dos Estados Unidos Donald Trump está tentando transformar sua condenação criminal em ouro com um apelo aos doadores para que contribuam com dinheiro para sua campanha presidencial recém-ameaçada. O pedido, que se refere a Trump como um “prisioneiro político”, foi publicado online poucos minutos depois que um júri o considerou culpado de todas as 34 acusações em um caso fraude fiscal para encobrir pagamentos de suborno à atriz pornô Stormy Daniels.

“Eles invadiram minha casa, me prenderam, tiraram minha foto, E AGORA ELES ACABARAM DE ME CONDENAR!”, diz o apelo de arrecadação de fundos. “Antes que o dia termine, estou convocando DEZ MILHÕES de patriotas pró-Trump para contribuir.”

O WinRed, site que o Partido Republicano usa para coletar doações online, exibiu mensagens de erro algumas vezes na noite desta quinta-feira, com algumas páginas que Trump usa para apelar aos doadores informando aos visitantes que o site estava em manutenção. Um representante da plataforma não respondeu imediatamente a um pedido de comentário.

A campanha de Trump espera que o veredicto incentive os pequenos doadores a contribuir com mais dinheiro. Alguns dos maiores dias de arrecadação de fundos online de Trump se beneficiaram de seus problemas legais, incluindo a arrecadação de US$ 15,4 milhões nos dias que se seguiram à sua acusação sobre o caso de suborno.

A campanha do presidente Joe Biden também está empregando a mesma estratégia, postando na rede social X, o site anteriormente conhecido como Twitter: “Só há uma maneira de manter Donald Trump fora do Salão Oval: Nas urnas. Doe para nossa campanha hoje”.

A campanha de Trump relatou ter arrecadado milhões depois que o ex-presidente foi acusado por manuseio indevido de materiais confidenciais e depois de sua detenção na Geórgia por esforços para anular a eleição de 2020, quando uma foto amplamente divulgada foi tirada na cadeia do condado de Fulton.

O que não está tão claro é como os doadores ricos e os empresários reagirão ao veredicto. A campanha trabalhou para aumentar a arrecadação de fundos com os megadoadores em abril e maio, buscando arrecadar dinheiro antes de uma decisão do júri que poderia dissuadir os principais doadores de contribuir, de acordo com uma pessoa familiarizada com o pensamento da campanha.

Milhões arrecadados

A operação de arrecadação de fundos de Trump obteve várias vitórias nas últimas semanas, incluindo a arrecadação de US$ 76 milhões em abril, US$ 25 milhões a mais do que Biden arrecadou naquele mês. Ele também conseguiu o apoio da bilionária Miriam Adelson e do CEO da Blackstone Inc., Steve Schwarzman, dois dos maiores doadores republicanos. Trump também arrecadou US$ 40 milhões durante uma campanha no Texas, grande parte dos quais veio de executivos do setor de petróleo e gás, incluindo o presidente da Continental Resources Inc., Harold Hamm.

Trump também está recorrendo a doadores para financiar suas despesas legais em andamento. Ele enfrenta três outras acusações criminais, mas elas ainda não têm data marcada para julgamento.

Acompanhe tudo sobre:Donald TrumpEleições EUA 2024

Mais de Mundo

“Davos in the Desert” arrives in Rio to search for opportunities between Brazil and Saudi Arabia

“Davos do deserto” chega ao Rio com foco nas oportunidades entre Brasil e Arábia Saudita

Eleições dos EUA terão semanas decisivas; entenda o que estará em jogo

Partido Conservador francês propõe aliança com extrema direita para eleições no Parlamento

Mais na Exame