Mundo

Cabral diz que Sergio Côrtes deverá ser ministro da Saúde

Governador do RJ disse ter conversado por bastante tempo com Dilma nesta segunda-feira (29/11)

Sérgio Côrtes, secretário de Saúde do Rio de Janeiro, é cotado para a pasta federal (Felipe Varanda/VEJA Rio/VEJA)

Sérgio Côrtes, secretário de Saúde do Rio de Janeiro, é cotado para a pasta federal (Felipe Varanda/VEJA Rio/VEJA)

DR

Da Redação

Publicado em 30 de novembro de 2010 às 15h32.

Rio de Janeiro – O governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, disse hoje (30) que o secretário estadual de Saúde, Sergio Côrtes, deverá ser ministro da Saúde no governo da presidenta eleita, Dilma Rousseff. Ele afirmou que conversou “longamente” com Dilma ontem (29), em Brasília, e que um dos assuntos abordados foi a possibilidade de convidar Cortes para o cargo.

“Ela foi muito enfática, na campanha, na admiração do trabalho que realizamos aqui na área da saúde pública. E o Sergio Côrtes, provavelmente, será o próximo ministro da Saúde. Para nós, é uma honra. Já foi feito um convite. Eu já o consultei, e ele aceitou. Mas é evidente que ele vai ter que sentar com a presidenta e conversar”, disse Cabral.

Segundo o governador, a presidenta eleita prometeu grandes investimentos no Rio de Janeiro, por meio de obras da segunda fase do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2) no estado.

Acompanhe tudo sobre:Governo DilmaMDB – Movimento Democrático BrasileiroPartidos políticosSaúde

Mais de Mundo

Trump pede apoio de evangélicos nas eleições de novembro

Bombardeio aéreo russo atinge prédio residencial e deixa três mortos e 37 feridos, afirma Ucrânia

Egito quer penalizar empresas turísticas pelas mortes de peregrinos em Meca

Governo colombiano inicia diálogo com dissidência das Farc

Mais na Exame