Acompanhe:

BNDES aprova empréstimo de R$ 1 bilhão para Belo Monte

Dinheiro deverá ser usado para compra de materiais e equipamentos nacionais e pagamento de serviços; obra ainda depende da licença ambiental

Modo escuro

Continua após a publicidade
A usina de Belo Montem que será feita no Rio Xingu, deve se tornar a terceira maior do mundo (Wikimedia Commons)

A usina de Belo Montem que será feita no Rio Xingu, deve se tornar a terceira maior do mundo (Wikimedia Commons)

A
Alberto Alerigi Jr.

Publicado em 22 de dezembro de 2010 às, 15h37.

São Paulo - O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) informou nesta quarta-feira que aprovou empréstimo-ponte de 1,087 bilhão de reais ao consórcio Norte Energia (Nesa) para o projeto de implantação da usina hidrelétrica de Belo Monte, no rio Xingu (PA).

Os recursos serão usados em compra de materiais e de equipamentos nacionais, além do pagamento de serviços de engenharia e de estudos técnicos para a instalação da usina, afirma o banco.

A obra, considerada terceira maior usina do mundo em capacidade instalada atrás de Itaipu e Três Gargantas (China), ainda não recebeu licenciamento ambiental para o início de sua construção.

Apesar disso, o banco concedeu o empréstimo como "um adiantamento de recursos a título de pagamento inicial das encomendas para a fabricação de máquinas e equipamentos necessários ao projeto".

O financiamento para a construção da usina, que terá capacidade instalada de 11.233 megawatts e cuja primeira unidade geradora deverá entrar em operação comercial em fevereiro de 2015, segue em análise pelo banco e "e depende da conclusão do processo de licenciamento do projeto. Nenhuma obra civil ou instalação de equipamentos será realizada no local da usina antes da obtenção do devido licenciamento ambiental e da licença de instalação do empreendimento."

A Norte Energia venceu o leilão da usina em abril deste ano após uma série de tentativas do Ministério Público Federal de barrar o projeto na Justiça por riscos ambientais.

Últimas Notícias

Ver mais
BNDES: lucro líquido cai 5% para R$ 11,9 bilhões em 2023
seloMercados

BNDES: lucro líquido cai 5% para R$ 11,9 bilhões em 2023

Há 3 horas

BNDES aprova R$ 290 milhões para Adata produzir três novos semicondutores no país
Brasil

BNDES aprova R$ 290 milhões para Adata produzir três novos semicondutores no país

Há 8 horas

Apagão de energia de 2023 vira alvo do TCU; veja quem será inspecionado
Brasil

Apagão de energia de 2023 vira alvo do TCU; veja quem será inspecionado

Há 3 dias

Energia em alerta: seca no mundo pressiona recorde de emissões de CO2
ESG

Energia em alerta: seca no mundo pressiona recorde de emissões de CO2

Há 3 dias

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais