Biden tem vantagem de 16 pontos sobre Trump em nova pesquisa

Candidato democrata tem 57% de apoio entre os eleitores prováveis, contra 41% do presidente republicano, segundo nova pesquisa nacional

A menos de um mês para as eleições de 3 de novembro nos Estados Unidos, o ex-vice-presidente Joe Biden tem uma vantagem de 16 pontos percentuais sobre o presidente Donald Trump nas intenções de voto a nível nacional, segundo uma pesquisa da CNN divulgada nesta terça-feira (6).

O candidato democrata tem 57% de apoio entre os eleitores prováveis, contra 41% do presidente republicano, segundo uma pesquisa nacional realizada pela consultoria SSRS para a CNN.

A pesquisa ouviu 1.001 eleitores prováveis entre 1 e 4 de outubro, depois do primeiro debate presidencial e principalmente depois que Trump anunciou ter sido infectado pela covid-19. A sondagem tem margem de erro de +/- 3,6 pontos percentuais.

Biden, 77 anos, superou com facilidade Trump, 74, em uma série de temas, incluindo gestão da pandemia de covid-19, acesso a atendimento médico, desigualdade racial, criminalidade e segurança.

Ambos aparecem quase empatados na pergunta sobre quem administraria melhor a economia: 50% responderam Biden e 48% Trump.

Um total de 52% dos entrevistados afirmaram ter uma impressão positiva de Biden, enquanto apenas 39% afirmaram o mesmo de Trump.

Para vencer a eleição presidencial nos Estados Unidos não é necessário liderar a nível nacional, e sim vencer nos estados considerados “campos de batalha”, que em 2020 incluem principalmente Pensilvânia, Michigan, Wisconsin, Flórida, Carolina do Norte e Arizona. Biden tem uma pequena vantagem sobre Trump na maioria dos estados chave.

A CNN informou ainda que Biden aumentou o apoio entre as mulheres, com 66% a 32%, e também conseguiu avançar entre os eleitores mais jovens, moderados e independentes.

O debate da semana passada em Cleveland, Ohio, parece ter ajudado Biden, pois 57% dos entrevistados que assistiram o evento na TV afirmaram que o ex-vice-presidente teve um desempenho melhor, contra apenas 26% que preferiram Trump.

Hogan Gidley, assessor da campanha de reeleição de Trump, minimizou a pesquisa da CNN.

“As mesmas pesquisas mostraram o presidente perdendo em 2016”, disse Gidley ao canal Fox News. “Ele venceu a disputa então e está fazendo o mesmo agora”, completou, antes de afirmar que, segundo as suas pesquisas, Trump “tem grandes números” para permanecer na Casa Branca.

Uma pesquisa NBC News-Wall Street Journal publicada no domingo, realizada antes de Trump testar positivo para covid-19, mostrava Biden com uma liderança de 14 pontos percentual entre os eleitores registrados.

A média das pesquisas nacionais compilada pela plataforma RealClearPolitics mostra Biden com uma vantagem de 9,2 pontos sobre Trump.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?

Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?

Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

exame digital + impressa

R$ 44,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis

Já é assinante? Entre aqui.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.