Mundo

Michelle Obama chama Trump de "racista" em vídeo

Trump se define como o candidato da "lei e ordem" e repetidamente tem chamado os manifestantes contra o racismo de "extremistas violentos"

Michelle Obama: ex-primeira-dama acusa Trump de injustamente incentivar "medos" em relação aos afro-americanos (Gary Miller / Colaborador/Getty Images)

Michelle Obama: ex-primeira-dama acusa Trump de injustamente incentivar "medos" em relação aos afro-americanos (Gary Miller / Colaborador/Getty Images)

A

AFP

Publicado em 6 de outubro de 2020 às 16h41.

O presidente Donald Trump é um "racista", cuja estratégia para assustar, dividir e promover teorias da conspiração poderia "destruir" os Estados Unidos caso seja reeleito, afirmou a ex-primeira-dama, Michelle Obama, nesta terça-feira (6). 

Em um vídeo de 24 minutos em nome do candidato democrata à Presidência, Joe Biden, divulgado a quatro semanas da eleição, a ex-primeira-dama acusa Trump de injustamente incentivar "medos" em relação aos afro-americanos.

Trump está "moralmente errado" ao intimidar os eleitores e ao "mentir" dizendo que as minorias vão arruinar os subúrbios da América, afirma.

"Novamente, o que o presidente está fazendo é claramente falso. Ele está moralmente errado e, sim: ele é racista", ressaltou a advogada, que é esposa do primeiro presidente negro dos Estados Unidos, Barack Obama.

No entanto, Michelle alertou que essas táticas podem funcionar, principalmente porque os americanos não têm tempo ou energia para determinar se tudo o que é noticiado na mídia é verdade.

"E uma coisa que o presidente realmente faz bem é usar o medo, a confusão e espalhar mentiras para vencer", acrescentou.

Trump se define como o candidato da "lei e ordem" e repetidamente tem chamado os manifestantes contra a brutalidade policial e o racismo de extremistas violentos.

Acompanhe tudo sobre:Barack ObamaDonald TrumpEleições americanasEstados Unidos (EUA)Joe BidenMichelle ObamaRacismo

Mais de Mundo

Pesquisa mostra que 80% das pessoas querem que países reforcem compromisso com mudanças climáticas

Líderes políticos são presos e inabilitados por apoio à oposição na Venezuela  

Putin vai ao Vietnã tentar fortalecer aliança histórica focada em armas – e agora no petróleo

Por que Putin gosta de viajar em aviões russos antigos?

Mais na Exame