Acompanhe:

Biden falará na Pensilvânia sobre segurança e armas de fogo nos EUA

Biden prometeu pronunciar um discurso sobre a necessidade de salvar a "alma" dos Estados Unidos

Modo escuro

Continua após a publicidade
O presidente quer passar uma mensagem de firmeza contra o crime (AFP/AFP)

O presidente quer passar uma mensagem de firmeza contra o crime (AFP/AFP)

A
AFP

Publicado em 30 de agosto de 2022 às, 15h42.

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, visita nesta terça-feira, 30, a Pensilvânia para falar sobre segurança e armas de fogo, na primeira de três viagens a esse estado-chave para as eleições legislativas de novembro.

Biden prometeu na quinta-feira pronunciar um discurso sobre a necessidade de salvar a "alma" dos Estados Unidos na Filadélfia, cidade da Pensilvânia considerada o berço da nação.

Nesta terça-feira ele falará na modesta cidade de Wilkes Barre, em uma espécie de retorno às suas raízes, já que o democrata de 79 anos nasceu na cidade vizinha de Scranton.

O presidente quer passar uma mensagem de firmeza contra o crime e promete novas reformas para as armas de fogo, enquanto tiroteios indiscriminados continuam assolando o país.

Em resposta aos republicanos que consideram os democratas negligentes na questão da segurança, Biden ressalta que seus opositores não apoiaram no Congresso maiores investimentos nessa área.

O presidente disse que quer ir além de uma lei que homologou recentemente sobre a posse de armas de fogo e que é a primeira norma em décadas sobre limitações às armas.

"Devemos agir para proibir fuzis de assalto", disse a porta-voz da Casa Branca, Karine Jean-Pierre.

O tema é uma forma de mobilizar a Pensilvânia antes das eleições de meio de mandato em novembro, tradicionalmente difícil para o partido instalado na Casa Branca, mas que Biden e os democratas encaram com otimismo renovado.

Com a intenção de ganhar votos para seu partido em ascensão, o presidente democrata planeja visitar a Pensilvânia três vezes na semana (terça, quinta e na próxima segunda). O controle do Senado, atualmente nas mãos dos democratas por uma estreita maioria, pode estar em jogo nesse estado.

As eleições ao Senado na Pensilvânia colocam o democrata John Fetterman, ex-prefeito de uma cidade atormentada pela desindustrialização, contra o republicano Mehmet Oz, um médico que virou estrela de TV apoiado pelo ex-presidente Donald Trump.

Para apoiar seu candidato, Trump é esperado no sábado em Wilkes Barre.

LEIA TAMBÉM:

Em pacote anti-inflação, Biden garante investimento histórico em agenda climática

Biden celebra dado de inflação dos EUA e vê economia 'no caminho certo'

Últimas Notícias

Ver mais
Trump declara apoio à fertilização in vitro após Corte decidir que embriões congelados são crianças
Mundo

Trump declara apoio à fertilização in vitro após Corte decidir que embriões congelados são crianças

Há 12 horas

Greve mantém Torre Eiffel fechada na manhã de sábado
Mundo

Greve mantém Torre Eiffel fechada na manhã de sábado

Há 12 horas

Manifestações na Argentina reivindicam assistência alimentar
Mundo

Manifestações na Argentina reivindicam assistência alimentar

Há 13 horas

Autoridades russas ameaçam enterrar Navalny na prisão onde morreu, afirma oposição
Mundo

Autoridades russas ameaçam enterrar Navalny na prisão onde morreu, afirma oposição

Há 14 horas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais