Mundo

Ataque deixa usina nuclear na Ucrânia sem energia, alerta IAEA

A instalação agora é abastecida agora somente por sua linha reserva de 330 kilovolts, que está em pleno reparo desde que foi danificada há alguns dias, segundo ele

A perda de energia foi uma consequência do mais recente bombardeio da Rússia a Ucrânia (Wikimedia Commons/Reprodução)

A perda de energia foi uma consequência do mais recente bombardeio da Rússia a Ucrânia (Wikimedia Commons/Reprodução)

Estadão Conteúdo
Estadão Conteúdo

Agência de notícias

Publicado em 9 de março de 2023 às 15h23.

O diretor geral da Agência Internacional de Energia Atômica (IAEA, na sigla em inglês), Rafael Grossi, informou que a usina nuclear de Zaporizhzhya, na Ucrânia, "perdeu toda a sua energia quando sua linha de 750 kilovolts foi desconectada", por volta das 5 da manhã no horário local. A instalação agora é abastecida agora somente por sua linha reserva de 330 kilovolts, que está em pleno reparo desde que foi danificada há alguns dias, segundo ele.

A perda de energia foi uma consequência do mais recente bombardeio da Rússia a Ucrânia.

Durante a sessão desta quinta-feira, 9, do Conselho de Dirigentes da IAEA, Grossi afirmou que as usinas nucleares localizadas ao sul da Ucrânia também relataram perda de linhas no momento do ataque, porém disse que ainda há o suficiente para providenciar energia a Zaporizhzhya - a maior usina nuclear da Europa - se necessário.

Em tom de urgência, o diretor geral pediu por "ação" e que o órgão deve se "comprometer com a segurança da usina. E precisamos nos comprometer agora".

Acompanhe tudo sobre:UcrâniaRússiaGuerras

Mais de Mundo

Às vésperas do G7, EUA anuncia mais sanções contra Rússia pela guerra na Ucrânia

Gorjetas no exterior: dicas para viajar sem estresse

Milei retira Aerolíneas e Correios de lista de privatizações para tentar aprovar Lei de Bases

Hezbollah ataca Israel com mais de 100 foguetes após assassinato de comandante

Mais na Exame