Mercado imobiliário

Localização x tamanho: levantamento aponta perfil dos imóveis mais vendidos em SP

Estudo da Loft aponta que fator localização é crucial para a definição do preço do imóvel

São Paulo: Higienópolis e Jardim América têm maiores apartamentos vendidos (Ricardo Funari/Brazil Photos/LightRocket/Getty Images)

São Paulo: Higienópolis e Jardim América têm maiores apartamentos vendidos (Ricardo Funari/Brazil Photos/LightRocket/Getty Images)

Karla Mamona
Karla Mamona

Editora de Finanças

Publicado em 22 de abril de 2023 às 16h33.

Comprar ou vender um imóvel depende de uma série de fatores. Os dois principais são: característica do imóvel e o bairro que ele está localizado. Na cidade de São Paulo, o perfil do imóvel varia muito e depende do bairro que ele está localizado. No bairro de Higienópolis, por exemplo, os imóveis transacionados tinham, em média, 160 metros quadrados. É a maior metragem da capital.

Os imóveis do Jardim América e do Itaim Bibi também se destacam quando se trata de metragem. A média dos apartamentos do primeiro é de 138 metros quadrados, enquanto do segundo é de 123 metros quadrados.

Os dados fazem parte de um  levantamento inédito da Loft, startup imobiliária, e mostrou o perfil dos apartamentos vendidos nos bairros com maior número de transações imobiliárias na capital paulista. O estudo tem como base o ITBI, levantamento da Prefeitura de São Paulo, que é acrescido de dados internos da startup. É a mesma base utilizada para calcular o Índice de Preço Real, estudo mensal feito em parceria com a EXAME, que mede a diferença entre os preços anunciados e transacionados, de imóveis vendidos ou não por meio da Loft.

"O levantamento com o perfil dos apartamentos transacionados mostra como o fator localização é crucial para a definição do preço do imóvel", afirma Fábio Takahashi, gerente de comunicação de dados da Loft. Ele cita como exemplo os bairros do Sacomã e Higienópolis.

No Sacomã, os imóveis transacionados foram construídos em 2001, em média. Já em Higienópolis, trinta anos antes –imóveis mais antigos têm mais custo de manutenção e condomínio mais alto, fatores que tendem a reduzir o preço do imóvel. Mesmo com a desvantagem na idade, os apartamentos ficaram com o preço do metro quadrado 60% maior em Higienópolis, bairro que conta com mais infraestrutura de serviços e de lazer.

Liberdade x Vila Madalena

"Outra comparação interessante é entre a Liberdade e a Vila Madalena. Em ambos os apartamentos são de 1989, mas o preço na Vila Madalena é 56% maior. Esse levantamento ajuda quem está à procura de um imóvel com características específicas. Se a pessoa quer um imóvel novo ou grande, mas não tem condição de adquirir no primeiro bairro que vem à mente, pode procurar em outros com preços mais baixos, mas que mantenham as características desejadas."

BairroÁreaAno de construçãoPreço médio de venda em R$ 
Aclimação10019988.616
Bela Vista6519818.249
Brooklin91200211.108
Campo Belo11219978.876
Higienópolis16019718.393
Ipiranga7520027.367
Itaim Bibi123198312.210
Jardim América138197511.481
Jardim Paulista117197710.117
Lapa9420038.176
Moema Índios86199410.213
Moema Pássaros119198711.550
Paraíso10819859.864
Perdizes10419918.873
Pinheiros8919879.946
República4319816.917
Sacomã6120015.205
Santa Cecília10219827.651
Vila Leopoldina10320058.672
Vila Madalena94198910.012
Vila Mariana8319838.941
Vila Olímpia89199612.184
Vila Prudente7520056.160
Vila Romana8519968.502
Acompanhe tudo sobre:ImóveisCidadescidades-brasileirasMercado imobiliário

Mais de Mercado imobiliário

Imóveis de leilão: Zuk promove leilões judiciais com desconto de até 62%

Posso ficar com som alto no meu apartamento? Qual o limite permitido?

Vila Madalena: conheça um dos bairros mais vibrantes de São Paulo

Quais são as zonas dos bairros de São Paulo?

Mais na Exame