Acompanhe:

Receita prorroga prazo de entrega da declaração do IR para 30 de junho

O prazo inicial era 30 de abril, mas restrição à circulação pelo novo coronavírus tem impedido contribuintes de pegar documentos necessários

Modo escuro

Continua após a publicidade
Superintendência da Receita Federal, em Brasília: desde 1996 o prazo para a entrega da declaração do IR não era estendido (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Superintendência da Receita Federal, em Brasília: desde 1996 o prazo para a entrega da declaração do IR não era estendido (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

C
Clara Cerioni

Publicado em 1 de abril de 2020 às, 19h08.

Última atualização em 3 de abril de 2020 às, 08h08.

A Receita Federal do Brasil anunciou na noite desta quarta-feira, 1º, a prorrogação para 30 de junho do prazo final para a entrega das declarações do imposto de renda das pessoas físicas referentes ao ano-base de 2019.

O prazo anterior era 30 de abril. Segundo José Barroso Tostes Neto, secretário especial da Receita Federal, a decisão foi tomada por causa das restrições à circulação necessária ao combate ao novo coronavírus, que causa a infecção respiratória covid-19. "As pessoas não estão conseguindo sair para pegar os documentos necessários", disse Tostes durante pronunciamento da equipe econômica do governo federal em Brasília.

O secretário disse que ainda está em estudo a reformulação do calendário das restituições do imposto de renda, que começariam, com o primeiro lote, em maio. Segundo a Receita Federal, as novas datas serão divulgadas na quinta-feira, 2. A autarquia espera receber 32 milhões de declarações neste ano. Até segunda-feira, 30, o Fisco havia recebido 8,2 milhões de declarações.

As extensões de prazo para a entrega da declaração do imposto de renda eram comuns até a década de 1990. Mas, desde a promulgação de uma lei em dezembro de 1995 estabelecendo regras para a declaração, o prazo final era mantido. A multa por atraso na entrega é de 1% ao mês (ou fração de atraso) sobre o valor do imposto a pagar, limitada a 20% do imposto devido. Porém, caso o contribuinte não tenha imposto a pagar ou o valor correspondente a 1% do imposto devido seja inferior a 165,74 reais, o valor mínimo a ser pago é de 165,74 reais.

As últimas notícias sobre o Imposto de Renda 2020:

Últimas Notícias

Ver mais
Veja as regras para apontar dependentes na declaração do imposto de renda 2024
seloMinhas Finanças

Veja as regras para apontar dependentes na declaração do imposto de renda 2024

Há 9 horas

Receita Federal anuncia consulta pública sobre declaração de criptomoedas
Future of Money

Receita Federal anuncia consulta pública sobre declaração de criptomoedas

Há um dia

Receita estende até 12 de abril prazo para empresas aderirem ao piloto do 'Confia'
seloMinhas Finanças

Receita estende até 12 de abril prazo para empresas aderirem ao piloto do 'Confia'

Há 5 dias

Receita pretende ampliar comunicados sobre mau uso do Perse
Brasil

Receita pretende ampliar comunicados sobre mau uso do Perse

Há 5 dias

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais