Minhas Finanças

Procon: juro do cheque especial sobe a 9,53% ao mês

Foram pesquisados sete bancos e a taxa média passou de 9,47% ao mês em maio para 9,53% ao mês em junho

Apesar da alta na taxa média de juros do cheque especial, apenas o Banco do Brasil e a Caixa elevaram a cobrança (Stock.xchng)

Apesar da alta na taxa média de juros do cheque especial, apenas o Banco do Brasil e a Caixa elevaram a cobrança (Stock.xchng)

DR

Da Redação

Publicado em 9 de junho de 2011 às 13h49.

São Paulo - A taxa média de juros do cheque especial registrou leve alta de 0,06 ponto porcentual neste mês, segundo dados divulgados hoje pela Fundação Procon de São Paulo (Procon-SP). Entre os sete bancos pesquisados, a taxa média passou de 9,47% ao mês em maio para 9,53% ao mês em junho. No empréstimo pessoal, a taxa média de juros manteve-se em 5,60% ao mês.

Apesar da alta na taxa média de juros do cheque especial, apenas dois bancos elevaram a cobrança. O Banco do Brasil (BB) alterou a taxa de 8,27% para 8,37% ao mês, enquanto a Caixa Econômica Federal promoveu uma elevação de 7,95% para 8,27% ao mês. Bradesco, HSBC, Itaú, Safra e Santander não alteraram suas taxas.

O Procon-SP lembra que existe a possibilidade de variação da taxa do empréstimo pessoal em função do prazo do contrato. Por isso, a entidade estipulou o período de 12 meses para a pesquisa, já que todos os bancos trabalham com este prazo. Além disso, os dados coletados referem-se a taxas máximas pré-fixadas para clientes não preferenciais, independentemente do canal de contratação, sendo que para o cheque especial foi considerado o período de 30 dias.

A fundação analisa que, apesar das medidas macroprudenciais adotadas pelo governo, a economia continua em crescimento e ainda não houve redução do crédito. O Procon-SP afirma que, como o Banco Central (BC) tem elevado a taxa básica de juros gradualmente, para conter a inflação, é possível que os bancos estejam mais cautelosos em relação às suas taxas e prefiram aguardar os próximos passos da política monetária.

"A conjuntura continua desfavorável para os tomadores de empréstimo e o consumidor deve ficar atento, procurando analisar as alternativas de crédito, de modo a amenizar o impacto no seu orçamento", orienta o Procon-SP.

Acompanhe tudo sobre:BancosCheque especialConsumoFinançasTaxas

Mais de Minhas Finanças

Mega-Sena sorteia neste sábado prêmio acumulado em R$ 86 milhões

Meu sogro doou 'terras da fazenda' em vida e os irmãos dele não concordaram. E agora?

Quina de São João sorteia prêmio de R$ 220 milhões neste sábado; veja como jogar e fazer bolão

Mega-Sena acumulada: quanto rendem R$ 86 milhões na poupança

Mais na Exame