Minhas Finanças

Os bancos com mais reclamações no terceiro trimestre, segundo o BC

Entre os cinco maiores bancos, Bradesco e Santander tiveram piores índices no terceiro trimestre, seguidos de Caixa e BB

Bradesco: banco se mantém em primeiro lugar entre os maiores (Paulo Fridman/Bloomberg)

Bradesco: banco se mantém em primeiro lugar entre os maiores (Paulo Fridman/Bloomberg)

Marília Almeida

Marília Almeida

Publicado em 15 de outubro de 2019 às 16h11.

Última atualização em 15 de outubro de 2019 às 18h22.

São Paulo - Bradesco e Santander voltaram a liderar a lista de bancos com os maiores índices de reclamações no terceiro trimestre, consideradas as cinco maiores instituições financeiras do país (Bradesco, Caixa Econômica Federal, Itaú, Banco do Brasil e Santander). O ranking é divulgado trimestralmente pelo Banco Central.

O Bradesco registrou um índice de 24,16 e, o Santander, de 21,03. Os dois principais bancos públicos do país - a Caixa e o BB - vêm logo depois, com 19,13 pontos e 18,97 pontos, respectivamente. São seguidos pelo Itaú, com 14,46. Todas as cinco instituições financeiras, contudo, reduziram a proporção de reclamações em relação ao trimestre passado.

O índice de reclamação é calculado pelo BC em uma conta que leva em consideração a quantidade de reclamações procedentes recebidas por cada instituição em proporção à sua quantidade de clientes (o número de reclamações é multiplicado por 1.000.000 e dividido pelo total de clientes).

O líder de reclamações no segundo trimestre entre as instituições de grande porte (aquelas com mais 4 milhões de clientes) continua a ser o Banco Pan, cujo índice de reclamações no trimestre foi de 149,58 pontos, de acordo com o BC.

Bancos pequenos mais reclamados

Entre os bancos e financeiras de porte menor - com menos de 4 milhões de clientes -, o ranking continua a ser liderado pela Facta Financeira, com um índice de reclamações de 1.782,23, seguida pelo conglomerado Safra (730,68) e pelo banco Continental (729,92).

Os principais motivos de reclamações foram: oferta ou prestação de informação a respeito de produtos e serviços de forma inadequada e irregularidades relativas a integridade, confiabilidade, segurança, sigilo ou legitimidade das operações e serviços relacionados a cartões de crédito e crédito. 

Veja abaixo as 10 instituições financeiras mais reclamadas no terceiro trimestre, por porte, de acordo com o BC:

Bancos e financeiras grandes (mais de 4 milhões de clientes)

InstituiçãoÍndice de reclamaçõesReclamações procedentesTotal de clientes
Pan149,58646
4.318.631
BMG82,333764.566.863
Bradesco24,162.40999.684.907
Banrisul22,571104.873.088
Santander
21,03
97646.395.772
Banco do Brasil19,131.26466.072.966
Caixa18,971.77593.525.623
Votorantim14,83916.133.287
Itaú14,461.16980.803.452
Banco CSF9,44646.776.626

Bancos e financeiras pequenas (menos de 4 milhões de clientes)

Índice de reclamaçõesReclamações procedentesTotal de clientes
Facta Financeira1.782,2315184.725
Safra730,681.6602.271.853
Continental729,923852.060
Inter176,255593.171.520
Modal302,9860343.742
BNP Paribas143,774553.164.605
Sofisa133,6527202.010
Portocred105,9422207.647
Original83,311571.884.400
Daycoval75,8774975.274

O Banco Pan diz, em nota, que tem adotado medidas para a melhoria e modernização de produtos, processos e qualidade do atendimento ao consumidor, oferecendo serviço “Não Me Ligue” e apoiando a Convenção de Autorregulação do Crédito Consignado, implementada pela Febraban e ABBC.

Acompanhe tudo sobre:Banco CentralBancosdireito-do-consumidor

Mais de Minhas Finanças

Febraban propõe melhorias em ferramenta do Pix para devolução de dinheiro; veja o que pode mudar

Como consultar o saldo do FGTS? Veja passo a passo

Abono salarial PIS/Pasep 2024: veja calendário de pagamento

Mega-Sena sorteia nesta quinta-feira prêmio acumulado em R$ 40 milhões

Mais na Exame