Acompanhe:

Banco PAN oferece a seus clientes acesso a consultas médicas mais baratas

Correntistas terão acesso gratuito à plataforma de benefícios de saúde da Avus durante dois meses, depois o valor passa para R$ 4,90 por mês

Modo escuro

Continua após a publicidade
Telemedicina: em tempos de pandemia do coronavírus, essa é uma modalidade de atendimento muito requisitada (Getty Images/Getty Images)

Telemedicina: em tempos de pandemia do coronavírus, essa é uma modalidade de atendimento muito requisitada (Getty Images/Getty Images)

N
Natália Flach

Publicado em 14 de julho de 2020 às, 16h23.

Última atualização em 14 de julho de 2020 às, 22h18.

Em tempos de pandemia do novo coronavírus, ser atendido rapidamente por um bom médico pode fazer toda diferença. Por isso, o Banco PAN fez uma parceria com a plataforma de benefícios de saúde Avus para oferecer a seus clientes a possibilidade de fazer triagem da covid-19 pela internet, além de consultas presenciais com médicos e dentistas por preços mais acessíveis.

Durante dois meses, o acesso à plataforma será gratuito para os correntistas do PAN e depois – para aqueles que quiserem continuar com o serviço – o valor passa para 4,90 reais para um titular e dois dependentes. A economia nas consultas, exames e medicamentos chega a variar entre 55% e 85%. 

A iniciativa faz parte da estratégia do PAN de oferecer serviços que geram valor para os clientes. O banco já tem parceria com a Veloe, de tag para pedágios e pedágios, com a Grão, de educação financeira, com drogarias e, em breve, deve anunciar um acordo com uma empresa de telefonia móvel.

"Temos convergência de público com a Avus, pois atendemos as classes C, D e E. O objetivo é oferecer os serviços deles para os nossos clientes e os nossos serviços para os clientes deles", afirma Henry Maeda, superintendente de parcerias e novos negócios do Banco PAN. "Se houver muita adesão, poderemos até criar novos serviços, como financiamento de tratamentos médicos ou odontológicos mais caros."

Fundada há quatro anos, Avus viu o seu faturamento crescer quase 1.000% durante a pandemia. "O nosso foco são pessoas que não têm condições de pagar um plano de saúde, mas não querem depender do sistema básico de saúde", afirma Diego Cerqueira de Lima, CEO da Avus. Ao todo, a plataforma dá acesso a serviços médicos e odontológicos a 40 milhões de pessoas, entre elas, entregadores do aplicativo iFood e consultoras da Avon.

Segundo Lima, o crescimento da Avus foi financiado com dinheiro dos sócios. "Mas estamos abertos a investimentos de fundos. Queremos iniciar a internacionalização da companhia, e precisamos de gasolina no tanque para acelerar." A princípio, os primeiros destinos serão o México e os Estados Unidos.

Últimas Notícias

Ver mais
Startup chinesa Nio se une à China Southern Power Grid para construir rede de troca de bateria
Tecnologia

Startup chinesa Nio se une à China Southern Power Grid para construir rede de troca de bateria

Há 7 horas

Plataforma compra startup de R$ 17 milhões para ensinar tecnologia com joguinho de PC
seloNegócios

Plataforma compra startup de R$ 17 milhões para ensinar tecnologia com joguinho de PC

Há 16 horas

Do meio do mundo: como o Amapá quer se tornar uma referência em startups na região amazônica
seloNegócios

Do meio do mundo: como o Amapá quer se tornar uma referência em startups na região amazônica

Há um dia

Internet ruim e apagão: os desafios da startup amapaense Tributei para criar um negócio de milhões
seloNegócios

Internet ruim e apagão: os desafios da startup amapaense Tributei para criar um negócio de milhões

Há 3 dias

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais