Apenas 21% dos brasileiros tiveram educação financeira na infância

Pesquisa mostra que, na classe A, 57% dos brasileiros aprenderam noções de finanças em casa, com familiares, enquanto, na classe C, essa fatia cai para 38%
 (MarsYu/Thinkstock)
(MarsYu/Thinkstock)
Por Natália FlachPublicado em 27/04/2020 13:06 | Última atualização em 27/04/2020 13:07Tempo de Leitura: 2 min de leitura

Lidar com dinheiro torna-se mais fácil quanto mais se tem familiaridade com o assunto. O problema é que apenas 21% dos brasileiros de classes A, B e C com acesso à internet tiveram educação financeira durante a infância, segundo pesquisa Ibope Inteligência encomendada pelo banco C6 Bank.

O levantamento mostra que 38% dos entrevistados aprenderam noções de educação financeira na adolescência (dos 12 aos 17 anos de idade), 27% tiveram contato com o tema na juventude (dos 12 aos 24 anos) e 14% só aprenderam finanças pessoais na fase adulta (acima dos 25 anos).

Ao observar os números segmentados, a conclusão a que se chega é que a classe C adquire noções básicas de educação financeira mais tardiamente, com apenas 19% dos entrevistados tendo o primeiro contato com o assunto ainda na infância. Nas classes A e B, esse percentual é de 36% e 22%, respectivamente. 

Além disso, a família tem um papel primordial na educação financeira dos filhos nas classes mais altas. Na classe A, o percentual de entrevistados que relatam ter aprendido finanças pessoais em casa, com pais e familiares, é de 57%. Já na classe C, essa fatia cai para 38%.

A boa notícia é que, embora a menor parte dos entrevistados tenha tido contato com noções financeiras básicas na infância, hoje a maioria dos brasileiros declara que trata do tema com as crianças da família. Quando em dificuldade financeira, por exemplo, 77% dos entrevistados que têm criança em casa dizem compartilhar a situação com os filhos, explicando por que será necessário economizar.

A pesquisa ouviu 2.000 brasileiros das classes A, B e C maiores de 16 anos, com acesso à internet. A margem de erro é de dois pontos percentuais.