Acompanhe:

Salto em IPOs e no giro financeiro levanta lucro da BM&FBovespa

SÃO PAULO (Reuters) - O aumento do volume de negócios, num período de valorização do mercado acionário e de efervescência das ofertas de ações, levantaram os resultados da BM&FBovespa no final de 2009. A empresa, terceira maior holding de bolsas do mundo, informou na terça-feira à noite que obteve lucro líquido de 220,2 milhões de […]

Modo escuro

Continua após a publicidade
EXAME.com (EXAME.com)

EXAME.com (EXAME.com)

D
Da Redação

Publicado em 24 de fevereiro de 2010 às, 09h19.

SÃO PAULO (Reuters) - O aumento do volume de negócios, num período de valorização do mercado acionário e de efervescência das ofertas de ações, levantaram os resultados da BM&FBovespa no final de 2009.

A receita líquida da companhia foi de 424,8 milhões de reais, 19,5 por cento maior que a de igual período de um ano antes.

Já a geração de caixa, medida pelo Ebitda, foi de 276,4 milhões de reais no trimestre, 17,3 por cento superior na comparação anual. A margem Ebitda, no entanto, teve redução de 3,1 pontos percentuais, passando de 68 por cento para 64,9 por cento.

O crescimento das receitas foi impulsionado pelo salto de 56,4 por cento do volume médio diário de negociação na Bovespa, para 6,8 bilhões de reais.

Esse avanço foi favorecido em parte pela fraca base de comparação, já que o quarto trimestre de 2008 marcou o período mais agudo da crise financeira global, o que derrubou o preço das ações e enxugou o volume de negócios.

Além disso, de outubro a dezembro de 2009 houve forte atividade das ofertas públicas de ações. Dos 46 bilhões de reais movimentados no ano, 24 bilhões aconteceram neste intervalo, incluindo o gigantesco IPO (oferta inicial de ações, na sigla em inglês) do Banco Santander.

Também estrearam no pregão neste período a Cetip, a Direcional Engenharia e a Fleury.

O resultado só não foi melhor devido ao avanço de 25,2 por cento das despesas operacionais, para 160,4 milhões de reais.

A companhia na semana passada anunciou a assinatura de um protocolo de intenções para elevar a participação no capital do CME Group para 5 por cento do capital, que vai consumir investimentos da ordem de 620 milhões de reais.

Para 2010, a empresa projeta investimentos de 302,1 milhões e reais.

Últimas Notícias

Ver mais
Quem foi Charlie Munger, homenageado em carta anual de Warren Buffett
seloMercados

Quem foi Charlie Munger, homenageado em carta anual de Warren Buffett

Há 18 horas

Os "negócios maravilhosos" para investir, segundo Warren Buffett
seloMercados

Os "negócios maravilhosos" para investir, segundo Warren Buffett

Há 22 horas

Petrobras: produção de Mero vai chegar a quase 600 mil barris diários de produção
seloMercados

Petrobras: produção de Mero vai chegar a quase 600 mil barris diários de produção

Há 23 horas

Recessão nos EUA parece cada vez mais distante, diz ex-diretor do BC
seloMercados

Recessão nos EUA parece cada vez mais distante, diz ex-diretor do BC

Há um dia

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais