Mercados

Regulador americano investiga as horas de pânico na bolsa de NY

A SEC, em conjunto com as bolsas, disse que irá tornar público os motivos que levaram ao comportamento bizarro de algumas ações

A SEC, liderada por Mary Schapiro, irá investigar causas do pânico de quinta-feira (.)

A SEC, liderada por Mary Schapiro, irá investigar causas do pânico de quinta-feira (.)

DR

Da Redação

Publicado em 7 de maio de 2010 às 10h58.

São Paulo - A SEC (Securities and Exchange Comission), entidade que regula e fiscaliza os mercados financeiros americanos, irá investigar os motivos que levaram ao pânico visto durante a tarde de quinta-feira (6) na Bolsa de Nova York (NYSE). Um possível erro de digitação ou liquidação das bolsas poderia ter ocasionado os problemas.

"Iremos tornar as descobertas de nossa investigação públicas junto com recomendações de atitudes a serem tomadas", mostra comunicado publicado pela autoridade do mercado. A CFTC (Commodity Futures Trading Commission) também irá trabalhar em conjunto com a SEC e as bolsas do país.

A NYSE disse ontem que a bolsa está investigando um "número de negócios errôneos". A Nasdaq informou que vai cancelar todas as operações executadas entre 14h40 e 15h00 (horário local) desta quinta-feira, com variação de alta ou de baixa superior a 60 por cento em relação aos preços das 14h40.

Acompanhe tudo sobre:Açõesbolsas-de-valoresMercado financeiroNyse EuronextSECwall-street

Mais de Mercados

Nvidia tem forte queda e perde US$ 500 bi após ter se tornado empresa mais valiosa do mundo

Shein protocola pedido confidencial de IPO em Londres, segundo CNBC

Ibovespa fecha em alta pelo 5º pregão seguido e recupera os 122 mil pontos de olho em dados e Magalu

Smart Fit (SMFT3) confirma intenção de compra da academia Velocity

Mais na Exame