Acompanhe:

Petrobras reafirma meta de realizar oferta de ações em setembro

São Paulo - A Petrobras reafirmou nesta segunda-feira, em comunicado ao mercado, que pretende realizar sua oferta primária de ações em setembro, negando informes na mídia de que a operação poderia sofrer novo adiamento. A petroleira disse também que não procedem comentários de que o modelo da operação poderia ser modificado para se tornar uma […]

Modo escuro

Continua após a publicidade
EXAME.com (EXAME.com)

EXAME.com (EXAME.com)

M
Marcelo Teixeira

Publicado em 2 de agosto de 2010 às, 20h01.

São Paulo - A Petrobras reafirmou nesta segunda-feira, em comunicado ao mercado, que pretende realizar sua oferta primária de ações em setembro, negando informes na mídia de que a operação poderia sofrer novo adiamento.

A petroleira disse também que não procedem comentários de que o modelo da operação poderia ser modificado para se tornar uma oferta global, aberta a todos os interessados no Brasil e no exterior.

"A Petrobras... reafirma sua intenção de realizar a capitalização de recursos pela modalidade de oferta pública de ações com prioridade de alocação aos detentores de ações de emissão da companhia, com a meta de realizá-la em setembro do ano corrente", disse a empresa no comunicado.

"A companhia também não confirma quaisquer informações divulgadas pela imprensa em geral e informa que comentários sobre a pretendida oferta pública de ações, incluindo seu montante, detalhes sobre sua estrutura e cronograma de sua execução, constituem mera especulação", acrescentou.

A eventual oferta de ações da petroleira, fundamental para a execução de seu ambicioso programa de investimentos de 224 bilhões de dólares em cinco anos, continua gerando amplos comentários na mídia e no mercado.

Alguns questionam as chances de sucesso da operação, devido ao cenário atual do mercado internacional de capitais e pela proximidade das eleições no Brasil.

A estatal, no entanto, que adiou a operação inicialmente programada para julho, segue preparando a oferta e recentemente marcou assembleia para aprovar contratação de consultoria que vai avaliar os títulos públicos que poderão ser utilizados como pagamento pela compra das ações pelo governo.
 

Últimas Notícias

Ver mais
Ibovespa agora: bolsa opera em queda de olho em movimentos da China e EUA
seloMercados

Ibovespa agora: bolsa opera em queda de olho em movimentos da China e EUA

Há 3 horas

GPA lança follow-on mirando de R$ 500 milhões a R$ 1 bi
Exame IN

GPA lança follow-on mirando de R$ 500 milhões a R$ 1 bi

Há 15 horas

Depois do primeiro ano com Extrafarma, Pague Menos acelera conversão de lojas e ganhos de sinergia
Exame IN

Depois do primeiro ano com Extrafarma, Pague Menos acelera conversão de lojas e ganhos de sinergia

Há 17 horas

Sob nova direção, The Body Shop tem futuro incerto
Exame IN

Sob nova direção, The Body Shop tem futuro incerto

Há 21 horas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais