No radar: balanços de Petrobras, Vale, Bradesco e mais 11 destaques

Confira abaixo os principais destaques da noite desta quarta-feira
Petrobras tem prejuízo líquido de 1,546 bilhão de reais no 3° trimestre (Germano Lüders/Exame)
Petrobras tem prejuízo líquido de 1,546 bilhão de reais no 3° trimestre (Germano Lüders/Exame)
Paula Barra
Paula Barra

Publicado em 28/10/2020 às 20:39.

Última atualização em 28/10/2020 às 20:46.

O Comitê de Política Monetária (Copom) decidiu manter nesta quarta-feira, 28, a taxa Selic em 2% ao ano, como já era aguardado pelo mercado.

A renda fixa morreu? Nada disso, mas conhecimento nunca foi tão importante. Saiba mais na EXAME Research

Segundo economistas da EXAME Research, o Copom deixou a porta levemente aberta para uso da política monetária, mantendo a afirmação de que o ajuste, se houver, deve ser “pequeno”. Além disso, eles destacam que a novidade no comunicado foi subir o tom fiscal, dizendo que “não há espaço para o prolongamento das políticas fiscais” e que isso cria uma “assimetria altista no balanço de risco, ou seja, com as trajetórias de inflação acima do projetado”, comentam. 

O comunicado aponta ainda o fato de as últimas leituras de inflação ficaram acima do esperado e, por isso, o Copom elevou suas expectativas para os últimos meses de 2020. As projeções de inflação subiram de 1,9% para 3,1% em 2020, 3% para 3,2% em 2021 e mantiveram-se em 3,8% para 2022. 

Petrobras

A Petrobras (PETR3; PETR4) reportou prejuízo líquido de 1,546 bilhão de reais no terceiro trimestre de 2020, contra um lucro líquido de 9,087 bilhões de reais no mesmo período do ano passado e perda de 2,713 bilhões no segundo trimestre. O consenso da Bloomberg apontava lucro líquido de 1,13 bilhões de reais no período. Esse foi o terceiro resultado negativo seguido da estatal, que soma prejuízo de 52,7 bilhões de reais nos nove primeiros meses deste ano. 

Bradesco

O Bradesco (BBDC3; BBDC4) reportou lucro líquido recorrente de 5,03 bilhões de reais, queda de 23% na comparação anual, mas acima do consenso da Bloomberg de 4,63 bilhões de reais. A margem financeira total alcançou 15,288 bilhões de reais, expansão de 3,5% frente ao mesmo período do ano passado. O retorno sobre patrimônio líquido (ROE) ficou em 15,2%, frente ao patamar de 11,9% registrado no segundo trimestre e 20,2% no terceiro trimestre de 2019. 

Multiplan 

A Multiplan (MULT3) registrou receita líquida de 1,02 bilhão de reais no terceiro trimestre, crescimento de 211% na base anual. O lucro líquido foi de 568,8 milhões de reais, avanço de 368% em relação ao mesmo período do ano passado. 

Cesp

A Cesp (CESP6) teve prejuízo líquido de 58,5 milhões de reais no terceiro trimestre, contra perda de 7,86 milhões de reais um ano antes. O consenso da Bloomberg apontava lucro de 71,0 milhões de reais no período. A receita líquida operacional ficou em 471 milhões, crescimento de 14% na mesma base de comparação e levemente superior ao consenso de 465,8 milhões de reais. 

Vale 

A Vale (VALE3) reportou lucro líquido atribuído aos acionistas de 15,6 bilhões de reais no terceiro trimestre, 138,7% superior ao registrado no mesmo período do ano passado. A receita líquida ficou em 57,9 bilhões de reais, 42,2% acima, na mesma base de comparação. 

A companhia também informou que atualizou hoje, em seu relatório de desempenho do terceiro trimestre, projeção de investimento em 2020 de 4,6 bilhões de dólares para 4,2 bilhões de dólares.

GPA

O Grupo Pão de Açúcar (PCAR4) registrou lucro líquido de 339 milhões de reais no terceiro trimestre, avanço de 97% frente ao mesmo período do ano passado e superior ao consenso de 281,0 milhões de reais da Bloomberg. A receita líquida ficou em 21,29 bilhões de reais, também superior ao consenso de 19,67 bilhões de reais. 

Tupy

A Tupy (TUPY3) viu seu lucro líquido crescer 93% no terceiro trimestre, na comparação anual, para 128 milhões de reais, acima do consenso de 88,5 milhões da Bloomberg. A receita da companhia somou 1,25 bilhão de reais no período, queda de 6,6% em relação ao mesmo período de 2019 e um pouco abaixo do consenso de 1,26 bilhão de reais. 

Minerva 

A Minerva (BEEF3) informou que está investindo 4 milhões de dólares na startup de alimentos norte-americana Clara Foods, segundo comunicado enviado ao mercado. O investimento está relacionado ao projeto de inovação lançado pela companhia no dia 21 de julho. 

Qualicorp 

A Qualicorp (QUAL3) anunciou a compra de uma carteira com aproximadamente 4,3 mil vidas no segmento coletivo por adesão da Health Administradora de Benefícios, localizada em São Paulo, segundo comunicado ao mercado. O valor da transação não foi anunciado pela empresa. 

BRF 

A BRF (BRFS3) informou que seu conselho de administração aprovou a contratação de nova linha de crédito rotativo junto ao Banco do Brasil de até 1,5 bilhão de reais, pelo prazo de três anos. Adicionalmente, a companhia realizou a liquidação antecipada de contrato de empréstimo junto ao BB, que venceria entre agosto de 2021 e janeiro de 2022, no montante de 1,57 bilhão de reais com recursos próprios. 

A bolsa caiu, é hora de correr para as montanhas? Vá do básico ao avançado com o curso Manual do Investidor.